AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Veja os principais acontecimentos da manifestação de 7 de setembro em Brasília



Apoiadores e opositores ao governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ocuparam as ruas de Brasília nesta terça-feira, 7 de setembro. Os atos, que reuniram milhares de pessoas, foram separados por 2km de distância na capital federal e tiveram início pela manhã.

Foi também pela manhã, que o presidente Bolsonaro apareceu no Palácio do Planalto. Ele vestia a faixa presidencial pouco antes do início dos atos

 

 

Incidente

Na área reservada aos manifestantes que apoiavam o presidente, brigadistas tiveram que atuar para controlar as chamas em uma árvore em frente ao Ministério da Defesa. O fogo teve início depois que um rojão lançado por um dos manifestantes a atingiu. 

 

Discurso de Bolsonaro

Por volta das 11h, Bolsonaro  discursou a apoiadores que se aglomeravam na Esplanada dos Ministérios. Com dificuldades de transmissão e problemas com o som, o chefe do Executivo voltou a falar sobre “uma pessoa específica” que estaria “barbarizando” a população. Sem se referir nominalmente a Alexandre de Moraes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), o presidente disse que não aceitará mais “prisões políticas”.

Conselho da República

Durante o discurso em Brasília, o presidente Bolsonaro anunciou, também, uma reunião do Conselho da República, na quarta-feira (8), e afirmou que usará a fotografia das manifestações deste 7 de Setembro para mostrar aos chefes dos demais Poderes "para onde nós todos devemos ir".

Manifestações contrárias a Bolsonaro

Reunidos no espaço da Torre de TV, em Brasília, os protestantes contrários à atual gestão estenderam faixas sobre diversas pautas. Mas um tema caro aos críticos do presidente é a condução do governo em relação à crise sanitária da Covid-19. Há cartazes que lembram as mais de 580 mortes causadas pela pandemia no país.

O Tempo


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.