AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Costureira agredida em Varginha, perdeu um olho e precisa de ajuda para prótese

 


Joelma dos Santos, de 48 anos, foi agredida em 28 de agosto deste ano por um homem descontrolado, na porta da casa dela, no bairro Santa Maria, em Varginha.  A mulher acabou perdendo a sensibilidade do lado esquerdo do rosto e o olho perfurado precisou ser retirado; com isso, ela não tem mais o olho esquerdo. 

 Além disso, a mulher já passou por três cirurgias para reconstrução da face. Enquanto isso, os serviços de costura, que ela tanto ama, seguem parados. Uma Vaquinha foi criada para ajudar a família financeiramente, inclusive para aquisição de uma prótese.



Como aconteceu a agressão

Segundo contou a vítima, o suspeito, de 26 anos, tinha acabado de sair de um bar e estava criando confusão na porta da casa dela. Ela ainda disse que ele ameaçou o filho de morte. "Era um sábado normal, eu estava no meu quarto me preparando para dormir, quando ouvi uma discussão e ouvi a voz do meu filho. Eu corri pro quarto dele, minha mãe já estava na janela, e meu filho falando com um rapaz que estava na parte debaixo de casa; ele estava muito alterado.  O rapaz gritando, aí meu filho pegou o celular e fingiu que estava filmando e que ia entregar as imagens para a polícia", afirmou a vítima, em entrevista à Rede Mais.  

"Quando ele falou que ia matar meu filho, aí eu não pensei em nada, é instinto de mãe, de proteção. Eu saí lá fora e falei pra ele ir embora, porque era uma casa de família", contou ela. 

O homem teria ido embora e ela achou que a confusão acabaria ali. Entretanto, o homem voltou ao local minutos depois, com uma bengala de ferro e acabou agredindo a mulher. 

"Meu filho ficou desesperado, tentou ir atrás dele, mas ele arrancou com o carro em cima do meu filho", contou ainda a vítima. Ela ficou com o rosto deformado e foi levada para a UPA de Varginha.   A PM registrou o boletim de ocorrências e o caso foi passado para a Polícia Civil, que informou que o inquérito policial já foi aberto e que aguarda a finalização dos laudos para a conclusão da investigação.  

"Eu não tenho raiva, ou que aconteça o mesmo com ele. Mas a justiça, pra ele pagar o que ele fez, eu quero. Eu pretendo mover um processo contra ele, pra ele pagar o que ele fez comigo", encerrou a vítima.


Fonte: Tv Minas.com


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.