AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Mulher grava áudio de injúria racial contra vereador no Sul de Minas



 A sociedade tricordiana está perplexa com o que ocorreu com o presidente da Câmara Municipal daquela cidade, Fabiano Jerônimo (PTB), ele foi atacado por uma moradora da cidade com ofensas graves de cunho racial. Fabiano Bioco, como é conhecido, registrou um boletim de ocorrência assim que tomou conhecimento do áudio através do qual a moradora da cidade, além de fazer ofensas graves, acusa o vereador de ladrão.

"Aquele Bioco, nego, fedido, macaco, fedorento, desgraçado, também roubou, roubou na Casa Lar, por isso que ele brigou com o Gordo, né? Porque o Gordo tirou as tetas dele né, que ele mamava nas tetas e roubava lá, a filha dele está fazendo até medicina de tanto que roubou", disse a mulher no áudio que circulou por toda a cidade.

O áudio foi gravado depois que a Câmara de Três Corações cassou o prefeito José Roberto de Paiva Gomes, conhecido como Gordo Dentista (PSD). Fabiano Jerônimo foi o autor da denúncia que deu início à Comissão Processante aberta pela Câmara e que resultou na cassação do Chefe do Executivo na última quinta-feira, dia 21.

Em solidariedade ao vereador, a Câmara Municipal de Três Corações publicou nota de repúdio em suas redes sociais: "É lamentável que tamanha barbaridade tenha acontecido. Tomado por indignação e como referência no que tange a lei, o Poder Legislativo, se solidariza ao vereador e Presidente Fabiano Jerônimo".

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Três Corações também se expressou contra o crime de injúria racial: "a luta pela liberdade não tem preço". O Conselho Comunitário de Segurança Pública (Consep) também se manifestou em favor do vereador: "o racismo é inaceitável e que deve ser combatido em todas as suas formas e manifestações". Também prestou solidariedade ao vereador a Associação Comercial e Empresarial.

O prefeito recém-empossado, Reinaldo Vilela Paranaíba Filho publicou uma nota de repúdio em que ele disse: "em pleno século 21, não podemos admitir, de forma alguma, qualquer citação que traga a ideia de discriminação racial, não há nenhuma justificativa concebível para isso. Esse tipo de atitude e de comportamento não cabe mais em nossa sociedade".

Abalado emocionalmente o vereador Fabiano Jerônimo disse: "quando a pessoa afeta a sua honra de uma forma tão maldosa, tão cruel, é a mesma coisa de pegar uma gilete e cortar a sua pele". Isso dói". 

O vereador gravou um vídeo e postou em sua página do Facebook.


Fonte: G1 Sul de Minas 


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.