AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Coluna - Luiz Fernando Alfredo

 A mídia está doente

É evidente que às redes sociais proporcionaram ao mundo inteiro conectar-se, numa velocidade extraordinária, permitindo um espaço importantíssimo para que todos nós pudéssemos nos expor e manifestar opiniões próprias, logicamente que dentro de conceitos éticos, para nossos direitos terminarem onde começam os de outrem.

Com certeza o mundo mudou muito depois dessa tecnologia que nos atualiza e informa, proporciona negócios em tempos recordes, inteirando-nos aos conhecimentos de assuntos que jamais nos permitiria   o envide de procurar em um livro; há entretenimentos, registros da história e é uma fonte de marketing autêntica e completa cujo custo é mais em conta para negócios ou campanhas políticas etc.

Por outro lado, como tudo em que o ser humano tem o poder de acessar e manipular, existem prós e contras, apesar dos benefícios atuais, temos os “lixos” abomináveis que assistimos através da internet, e é repugnante, massacrante e prejudicial, por ser um antro de desconstrução da moral de certas pessoas. 

Com às mídias sociais, os tradicionais meios de comunicações como televisão, rádio, revistas e jornais, que não se reinventaram estão sofrendo perdas financeiras irreparáveis por vários motivos: éramos obrigados a assistir, ouvir e ler aos diversos noticiários e programações  sem isenção e com artifícios subliminares para manipularem o inconsciente da clientela nos termos do perfil dos comunicadores - muitos de nós discordávamos -  mas, reclamar não adiantava, então limitávamo-nos a engolir e esquecer, ficando sempre sob a tutela de opiniões tendenciosas.

Após 2014 nós acordamos e passamos a contrapor aos absurdos praticados por nossos governantes, tanto que em 2018, acordamos e consolidamos nossas forças surpreendendo aos caciques brasileiros compostos por políticos e famílias milionárias, que sempre controlaram o país.

Achamos que a revolta da grande mídia tradicional e os puxadinhos dos mesmos segmentos que reproduzem o ativismo político cínico e covarde para derrubarem o governo e prejudicarem o país, encontraram um “bode expiatório” para vingarem suas perdas de audiências resultando em consequências econômicas sérias, pois não há como competirem com às redes sociais. O jogo sujo para desconstruírem os bons projetos e obras da direita, e paradoxalmente, promoverem os esquerdistas incompetentes e corruptos desesperados pelo poder, que antes financiava o glamour ilusório dos programas manipuladores de massas e fomentavam grandes fortunas de artistas (escolhidos) para retornarem bons lucros para os seguimentos. 

Dane-se o Brasil, fora Bolsonaro é a tônica da esquerda, de meliantes de outros partidos que aproveitaram e endossaram os saques do PT e puxadinhos; queremos àquele sistema de volta! E as imagens não mentem, vejam o candidato a bandido, Alcolumbre, o escorregadio Pacheco, a chantagem de Ciro, os traidores eleitos pelos 58 milhões de votos de Bolsonaro, como Dória, Joyce, Alexandre Frota, deputados do PSL e até o crápula do bem Roberto Jeferson, fazendo pressões contra matérias a serem votadas a favor dos mais necessitados, sendo barradas, simplesmente por motivos eleitoreiros e com a gravidade de estarem colocando sob um só governo, as responsabilidades de precatórios de dezenas de anos, dívidas oriundas de várias  gestões anteriores e manter o teto. É Boris, realmente é uma vergonha! A grande mídia apoia, deleita e desinforma.

Nós, que não somos imbecis, sabemos que Lula não será candidato, suas pesquisas são falsas, não existe terceira via competente capaz de não piorar o país, pois os supostos candidatos, ou são rejeitados por quem os conhecem ou potenciais estelionatários eleitorais, uma vez no poder... dane-se o povo!

E a propósito, vimos diversas manchetes de imbecis e analfabetos funcionais responsabilizando Bolsonaro pelo triste acidente de avião da cantora Marília Mendonça, que ceifou a vida dela e mais quatro pessoas, o que lamentamos muito. Por outro lado ficamos indignados com a maldade das narrativas e citamos apenas uma delas: “Se não fosse Bolsonaro, prejudicando os artistas através da lei rouanet, eles poderiam se deslocarem em aeronaves mais seguras”! 

A mídia está ou não doente, necessitando de tratamento psicológico? Deste jeito, ela está cada vez mais “vira latas”, respeitando os cachorrinhos rejeitados, que vivem mexendo no lixo, sem banho e perdidos. É provável que estejam caminhando para o fim, vejam a audiência, a quebradeira da Globo e a queda de audiência da CNN em mais de trinta por cento. O espetáculo diário de ódio é repulsivo.

Com todo respeito ao Sacratíssimo Senhor Jesus Cristo, mas é apenas uma metáfora apostólica e pedagógica: Ele é o caminho e a maioria de nossos governantes narcisistas, é o pedágio. Não há dúvidas, às próximas eleições ditarão nossos destinos, como já aventamos em outras oportunidades, os brasileiros não são os mesmos de outrora, eles estão cada vez mais politizados, apesar de alguns insistirem em viverem dentro de uma bolha, blindados das barbaridades passadas e incapazes de enxergarem um futuro mais pragmático, justo e sem modismos.

Que Deus ajude a todos os brasileiros!


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.