AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Fase do Cruzeiro fez Sobis temer 'adeus' com Mineirão vazio. Mas vai encher



O fim de Série B frustrante do Cruzeiro, sem o acesso à elite pelo segundo ano consecutivo, sugeria um público discreto no Mineirão diante do Náutico, ainda mais com a antecipação da partida de domingo (28) para esta quinta-feira (25), às 20h. Mas o torcedor surpreendeu e, logo no primeiro dia de vendas, adquiriu 20 mil ingressos para estar presente no adeus de Rafael Sobis do futebol. Aos 36 anos, o atacante fará sua última partida como profissional vestindo a camisa celeste.

Sobis chegou a anunciar a aposentadoria de forma surpreendente após a vitória por 2 a 0 sobre o Brusque, no Mineirão, em 9 de novembro. Convencido por familiares, companheiros de time, funcionários do clube e torcedores, ele aceitou jogar mais uma partida para ter uma despedida oficial, à altura da vitoriosa carreira.

Em entrevista à Rádio Itatiaia nessa segunda-feira (22), Sobis demonstrou surpresa com a boa procura de ingressos para o seu último jogo e admitiu certo alívio. O seu temor era justamente encerrar sua trajetória no futebol com o Gigante da Pampulha vazio, consequência de mais um ano ruim do Cruzeiro na Série B. O clube é apenas o 13º colocado, com 47 pontos, e em nenhum momento brigou pelo acesso.

"Um dos meus medos era justamente isso. ' Cara, o pessoal não vai lá por mim, não tem porquê. Não sou um Fábio, um Leo, um Henrique, que têm história muito maior' . Mas sinceramente me deixa muito feliz de olhar pra trás, que a carreira foi boa, mas acima de tudo que fui correto com todo mundo no geral. As pessoas estão indo porque, claro, amam o Cruzeiro, alguns gostam do Rafael, alguns querem dar tchau mesmo (risos), mas eu recebo com muita  surpresa essa procura, com muita felicidade, porque um dos meus medos, que eu falava com o pessoal, ' Meu, não vai ninguém, não faz isso, vou passar muita vergonha '. Medo, normal, né?", confidenciou.


Família e funcionários


Rafael Sobis planejava receber no Mineirão os filhos Rafinha e Nicholas, que moram no Rio de Janeiro, além de familiares e amigos que vivem no Rio Grande do Sul. A antecipação do jogo para quinta-feira, um dia útil, atrapalhou a festa pessoal.
"Eles opinaram muito sobre ter esse jogo e no fim das contas não poderei tê-los (no Mineirão), porque o jogo passou para uma quinta-feira e ferrou tudo, né? Meus filhos não poderão vir porque estão em provas escolares, e faz parte, amigos do Sul também não poderão vir. A festa não vai ser completa pra mim assim no pessoal", lamentou.

Apesar das 'baixas de última hora', Sobis será apoiado pela esposa, Leonora, e por boa parte dos funcionários da Toca da Raposa II. Esse foi um dos seus pedidos para realizar mais uma partida oficial pelo Cruzeiro. Outra solicitação foi para que os ingressos tivessem preços populares.

"A ideia é essa, de ajudar, recompensar, agradecer as pessoas que me ajudaram. Fiz um pedido que fosse o máximo de funcionários da Toca II, onde eu trabalhei a minha vida toda. Não sei se será possível todos, cada um tem seus afazeres, a Toca tem que funcionar também. Pedi sim preços populares para ir o máximo de gente possível, porque também a renda é importante para o clube nesse momento. Preços populares para ir o máximo de gente possível e alguma ação social. Talvez seja minha última oportunidade de ajudar bastante gente. Vou seguir ajudando as pessoas, mas nesse caso é uma boa oportunidade. É bom para todo mundo, é bom para quem precisa, é bom que os preços são populares, bom que o clube vai ter uma renda no seu último jogo. Na minha cabeça tentei fazer com que pudesse ajudar o máximo de pessoas possíveis, sem atrapalhar o clube, sem ter polêmica, vamos dizer assim", acrescentou o atacante.

Sobis encerrará a carreira com três títulos pelo time estrelado: o Campeonato Mineiro de 2018 e as Copas do Brasil de 2017 e 2018. 

Em 17 anos como profissional, Sobis marcou 185 gols em 792 partidas (média de 0,23). No Cruzeiro, foram 37 em 176 jogos, números que o deixam na 66º posição entre os maiores artilheiros da história do clube.

Ariel Cabral


O jogo contra o Náutico também marcará a partida de número 200 do volante argentino Ariel Cabral pelo Cruzeiro. Assim como Rafael Sobis, o meio-campista de 34 anos fará sua última apresentação pelo clube celeste. O vínculo contratual vai até 31 de dezembro e não será renovado.
Cabral defendeu o Cruzeiro em sete temporadas - de 2015 a 2021. Ao todo, o atleta soma 199 jogos, quatro gols e seis assistências representando a Raposa. 

Pelo clube mineiro, Ariel conquistou o Campeonato Mineiro em 2018 e 2019, além da Copa do Brasil em 2017 e 2018. Destes títulos, somente no Campeonato Mineiro de 2019 o argentino não teve a companhia do atacante Rafael Sobis, que havia deixado o Cruzeiro para defender o Internacional.

 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.