AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Sem executivo, Cruzeiro tem sete pessoas à frente do planejamento para 2022



Sem um executivo de futebol desde 4 de outubro, quando  demitiu Rodrigo Pastana , o Cruzeiro se prepara para a próxima temporada com sete pessoas à frente do planejamento. Isso foi o que garantiu o presidente Sérgio Rodrigues durante entrevista coletiva concedida na tarde dessa segunda-feira.

Na mesma oportunidade, o mandatário também assegurou que ainda pretende contratar um novo diretor. Alexandre Mattos, que hoje vive nos Estados Unidos, é o favorito para assumir o cargo. Antes de tomar uma decisão, o ex-executivo de Cruzeiro, Palmeiras e Atlético aguarda as definições sobre a criação da Sociedade Anônima do Futebol, prevista para dezembro, e seus desdobramentos. 

"Existe todo um departamento por trás (do diretor de futebol). Do Cruzeiro, começa na análise de mercado, na qual temos um grande profissional, o Antônio Almeida, filho de um prata da casa do clube, Toninho Almeida. Temos nossa equipe de transição, com Célio Lúcio e Belletti, e a comissão técnica do Vanderlei, sobretudo com o Vanderlei e o Ricardo Rocha, que conhecem o mercado", garantiu Sérgio.  

"Eu também estou presente direto, e hoje temos o André (Argolo), nosso diretor, que está auxiliando nos trabalhos na Toca. O Cruzeiro vai olhar sim um diretor de futebol, mas o fato de não ter não impede de fazer um planejamento para o ano que vem. O principal é entender a comissão, porque aí os atletas precisam ter muito a ver com o que a gente pretende. Isso vai depender de como o time joga e da forma como será escalado. Isso já está sendo feito, não prejudica o trabalho de planejamento, a torcida pode ficar tranquila com relação a isso", completou o presidente.

Além de Pastana, o Cruzeiro desligou o  gerente de futebol Pedro Moreira  recentemente. O profissional, que deixou o clube em 10 de outubro, ocupou cargos no departamento de futebol entre 2016 e 2021.

Em entrevista recente, o técnico Vanderlei Luxemburgo apontou que só permanecerá na Toca da Raposa II caso o planejamento para 2022 seja  'totalmente diferente'  do que foi executado nesta temporada. A exemplo de 2020, quando disputou a Série B pela primeira vez, o Cruzeiro não conseguiu, até aqui em 2021, ultrapassar a 10ª colocação da tabela. 

No planejamento, o Cruzeiro precisará decidir sobre o futuro de 45% do elenco - 15 dos 33 jogadores têm contrato apenas até dezembro. São eles o goleiro Fábio; os zagueiros Joseph, Léo Santos e Rhodolfo; os laterais Norberto e Jean Victor; os volantes Ariel Cabral, Flávio e Henrique; o meia Giovanni, além dos atacantes Rafael Sobis, Felipe Augusto, Dudu, Keké e Wellington Nem.

Os sete responsáveis pelo planejamento do Cruzeiro


Antônio Almeida - chefe do departamento de análise de desempenho

Célio Lúcio - coordenador de transição

Juliano Belletti - auxiliar-técnico fixo

Vanderlei Luxemburgo - técnico

Ricardo Rocha - diretor-técnico

André Argolo - secretário-geral

Sérgio Santos Rodrigues - presidente

Super Esportes

 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.