AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Vacinação contra a febre aftosa começou ontem, segunda-feira

 


A 2ª etapa anual de vacinação contra a febre aftosa em todo o território mineiro começou ontem, segunda-feira, 1º/11. Deverão ser imunizados bovinos e bubalinos com idade de zero a 24 meses.

A expectativa é que, até 30 de novembro, sejam imunizados cerca de 10 milhões de animais em todo o estado. O superintendente técnico do Sistema FAEMG/SENAR/INAES, Altino Rodrigues Neto, destaca que é muito importante que todos os produtores façam a imunização de seus rebanhos, garantindo a sanidade e a previsão de retirada da vacinação no estado ao final de 2022.

“Para que se confirme essa data da retirada, Minas tem que continuar alcançando índice de vacinação como nos anos anteriores, acima de 95%. O produtor mineiro tem sido muito responsável e feito bem o seu papel. Vamos cumprir novamente a meta e alcançar este marco histórico que será a retirada da vacina em todo o estado de Minas Gerais”


Não deixe para a última hora!

Altino alerta que os produtores poderão ter dificuldades para adquirir as vacinas, já que, por conta da previsão de retirada, muitos laboratórios já reduziram o volume de fabricação:

“Produtor, fique atento! Verifique a disponibilidade do produto nos pontos de venda da sua região, e antecipe a aquisição da vacina! Evite deixar para o final do prazo!"


Fique ligado!

-Vacinação – 1º a 30 de novembro

-Comprovação – até 10 de dezembro.


Evite multas

O produtor que não vacinar os animais estará sujeito a multa de 25 Unidades Fiscais do Estado de Minas Gerais (Ufemgs) por animal, equivalente a R$ 98,6 por cabeça. 

A declaração de vacinação também é obrigatória e o produtor que não o fizer até 10 de dezembro poderá receber multa de 5 Ufemgs, equivalente a R$ 19,72 por cabeça.


Comprovação eletrônica

O produtor pode comprovar a vacinação dos animais usando o formato eletrônico de declaração que estará disponível em www.ima.mg.gov.br  ou, caso tenha cadastro, acessando o Portal de Serviços do Produtor.

Outra opção é o envio da declaração para o e-mail da unidade do IMA responsável pela jurisdição do município. O e-mail de cada unidade está AQUI. 

As declarações também podem ser feitas pelo produtor de forma presencial nos postos de atendimento e conveniados ou presencialmente nos escritórios do IMA, observando as medidas de segurança para Covid 19. Para facilitar a localização da propriedade, o IMA recomenda o envio do Cadastramento Ambiental Rural (CAR) no momento da declaração.


Fonte: FAEMG


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.