AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Agenda 21 & Cidadania - 31/12/2021



 O que desejar para 2022

Vivemos em 2021 o 2º ano de uma inédita pandemia, com um misto de ansiedade e esperança.

Ansiedade ao nos depararmos com as consequências econômicas, sociais, políticas e psicológicas na vida das famílias, no aprendizado escolar de nossas crianças e jovens, no nosso convívio social.

O elevado número de mortes afetou as famílias de modo geral. Também presenciamos uma série de embates políticos, o aumento do desemprego agravado pelo retorno da inflação, colocando em risco a já frágil recuperação da economia.

Com desemprego e preços dos alimentos nas alturas, as necessidades da população são cada vez mais básicas. A partir de 2020, o aumento da fome no Brasil foi impactado pela pandemia, como em outros países. Mas não é só o efeito da covid! A piora no nível de segurança alimentar de nossa população é reflexo também da desestruturação das políticas públicas voltadas aos mais vulneráveis. 

A pandemia também impactou a educação com a interrupção do estudo presencial, causando um prejuízo que não temos como quantificar. Muitas famílias tiveram que se adaptar à educação à distância juntamente com o trabalho em casa, num constante desafio de superação. 

A esperança se fez presente através do início do processo da vacinação em massa, que com os atuais níveis elevados contiveram a pandemia, apesar das variantes da doença. Entretanto, o efetivo controle da pandemia ainda depende do engajamento da população, que precisa ir aos postos de saúde para tomar as doses recomendadas dos imunizantes, além de continuar com as medidas não farmacológicas, como usar máscaras de qualidade e evitar aglomerações.  

Podemos considerar 2021 bem melhor que o ano 2020, porém ainda está longe de ser um ano próspero. Depois do que sofremos com o pico dessa pandemia, o fato de não piorar já é motivo de comemoração. O ano termina com a pandemia aparentemente sob controle, mas ainda sofrendo pela possibilidade das novas variantes, além da presença do vírus Influenza A H3N2 causando surto pelo país. 

O que desejar para o próximo ano? 

Que em 2022 possamos dar fim à pandemia, recuperar o nível de empregos e voltar à nossa normalidade. Que as experiências do agir com solidariedade e pelo bem coletivo, de respeitar os profissionais das áreas da saúde e da educação, de valorizar a Ciência e o SUS não se desvaneçam e se tornem valores permanentemente defendidos por nosso povo. E que isso seja coroado por um processo eleitoral transparente, onde prevaleça o respeito à democracia e debates sobre projetos de desenvolvimento e justiça social para o nosso país. 

Enfim, que 2022 seja de fato um Ano Próspero e Feliz para todos nós!



Engº Alencar de Souza Filgueiras 

Presidente do Fórum Agenda 21 Local  

Presidente do Conselho Fiscal IBAPE-MG 

Contato : agenda21localvarginha@gmail.com



 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.