AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Opinião com Luiz Fernando Alfredo

 

Eu gostaria de ser convidado seu

Há tanto tempo que te espero, mas tu não me notas. Reconheço que não tens tempo para os coisificados e invisíveis, afinal neste mundo bonito há tantas coisas boas para se fazer, tantas datas importantes para comemorares, fotos para registrares grandes e imperdíveis momentos, bebidas para brindares os regozijos da vida e comidas para tu degustares saboreando cada bocado. Pensas que tu tens que viver apenas o presente.

A jornada às vezes é muito dura para alguns, desde o nascimento, para outros, nem tanto e para muitos, até as pedras saem do caminho para que não haja tropeço. Tentam compreender os  porquês destas diferenças.

Qual categoria tu estarias? Não responda, pensa primeiro se na primeira, segunda, terceira ou, em todas? Tu precisas mais de paz de espírito do que de bens materiais. 
Costumas não enxergar o lugar que ocupas, desprezas tudo que tens, não te preocupas com ninguém e jamais agradece o que ganhastes.

Conheço seus pais, sei que não foi assim que te ensinaram, mas o que fazer se tens memória curta ou não prestaste atenção. Talvez não tivestes ainda oportunidade de pensar no que aprendestes, afinal a vida é tão curta, tu tens que competir muito para ganhares e quando te der conta, terás que gastares o que juntaste para curar-te, pois perdestes a paz de espírito que poderias equilibrar o teu organismo, mente sã corpo são; e nada de remorsos, são berços de uma consciência tranquila e feliz.

Achas que valeram a correria, os momentos que não parastes para respirar ar puro, os momentos que virastes o rosto para não ver uma mão estendida? Alguém te sorria quase que implorando o seu retorno, mas preferistes empinares seu nariz e pensar: não te conheço ou não posso perder tempo.

Passastes sempre perto da minha casa, mas não olhastes e jamais pensastes em me visitar, afinal não tinhas tempo. Não costumas perdoar ninguém, às vezes desculpas mas não esqueces. Pensas uma coisa, porém faz outra. Achas minha casa muito brega?

Deves estar pensando: quem é este que não conheço e no entanto me cobra tantas coisas. Que chato! Eu respondo, me convidas para a festa do meu aniversário na tua casa, que te direi quem sou. Vamos comemorar minha ida na tua casa para que eu possa te mostrar o caminho da minha morada eterna.

Vou te aguardar, se por acaso esqueceres, esperarei o convite para o meu próximo aniversário enquanto isto testificarei por ti junto do meu Pai, pois sei no fim clamarás minha presença.

Eu sei que muitos irão comemorar meu aniversário com um olho na ceia e outro na árvore de natal e uma oração rápida em meu louvor, mas terei que procurar alguém que lembre quem sou de verdade, afinal andei sobre as aguas, ensinei o amor, mostrei o caminho da verdade, levantei mortos, curei doentes, aleijados, cegos, surdos, mudos, sofri todas humilhações e dores por você, morri na cruz e ressuscitei dos mortos, redimi os pecados dos que me aceitaram porque viram e muito mais farei por aqueles que não viram e acreditaram. Quem crer em mim, do seu interior fluirão rios de agua viva.

Eu acompanho os teus esforços para aumentares tua fé e ficas frustrados quando parece que não ouço, acontece que às mediações que beneficia um e prejudica muitos, fere os princípios da justiça dos Céus, no entanto eu alivio a sua cruz e tu não percebes.

A centelha divina está dentro de você e certos desiquilíbrios dependem só do teu coração suplantar o teu ego.  

Eu vim para que todos tenham vida em abundância, estou com contigo através do Espirito Santo do Pai desde quando ascendi aos céus, ninguém jamais viu o Pai, mas me viste manifesto num corpo humano e Eu e Ele somos um. Tu ainda não tens condições de entenderes as graças do alto se mal compreendes as coisas da terra, contudo se tiverdes fé e praticares boas obras Eu estarei velando sempre por todos. JC.

Feliz Natal com Jesus!


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.