AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Pais de funcionário de banco foram sequestrados durante assalto em cidade sul-mineira

 


A audácia dos criminosos chegou a um ponto que surpreende até mesmo a polícia. Um funcionário da agência bancária da Sicoob Credivar, da cidade de Jesuânia, no Sul de Minas, foi rendido por bandidos juntamente com seus pais. Os criminosos apontaram armas para o casal, que foi mantido de refém, e obrigaram o funcionário, que tem 23 anos, a se dirigir ao banco onde trabalha e pegar uma quantia em dinheiro, aproximadamente R$ 200 mil.

Por volta de 4h da madrugada de ontem, terça-feira, dia 14, um dos criminosos colocou o casal no veículo das vítimas e saiu do local, enquanto o outro suspeito ficou com o funcionário.

O criminoso exigiu que ele fosse até a agência bancária para buscar dinheiro e depois retornasse para casa. O funcionário chegou ao banco e explicou a situação para o gerente da agência, que temendo pela vida do casal sequestrado, tirou do cofre a quantidade em dinheiro e entregou ao funcionário, o qual saiu do local em sua motocicleta e foi ao encontro do criminoso que o aguardava.

O funcionário chegou em casa e entregou o dinheiro ao criminoso e ambos seguiram de moto sentido a cidade de Cambuquira, quando em determinado momento, em um ponto da rodovia, o criminoso exigiu que ele parasse a moto e depois entrou em um veículo de luxo de cor preta. Em seguida, os suspeitos teriam fugido sentido o trevo de Cambuquira.

Desesperado, o bancário ligou diversas vezes para seus pais, que em determinado momento atenderam a ligação e contaram que estavam bem e que tinham acabado de ser libertados em Belo Horizonte, juntamente com seu carro. O casal afirmou ainda que já estava retornando pela BR-381.

A Polícia Civil e Militar entraram no caso, mas até ontem à noite, não tinham pistas dos criminosos e ninguém havia sido preso. Acredita-se que pelo menos três pessoas estavam envolvidas no sequestro.


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.