AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Policial mata homem que mantinha ex-mulher e filho em cárcere privado no Sul de Minas

 


Um homem de 27 anos foi morto a tiros por um policial militar, na noite da última segunda-feira (29/11), em Caxambu, no Sul de Minas. Elton Felipe de Oliveira teria agredido o PM após manter a ex-mulher, de 19, e o filho do casal, de 1 ano e 8 meses, em cárcere privado.  

De acordo a Polícia Militar, os policiais foram até a casa do suspeito após a tia da ex-mulher denunciar que o indivíduo teria levado a sobrinha e a criança à força, inclusive descumprindo medida protetiva. No local, os militares questionaram o homem sobre a presença da mulher, mas ele negou que ela e o filho estivessem lá. Em seguida, os militares foram até a casa da mãe da vítima e, enquanto conversavam com ela, receberam a informação que o homem estaria agredindo a ex-mulher na casa dele e que ela gritava por socorro. 

Quando os policiais retornaram para a residência do suspeito, ele teria ameaçado e impedido a entrada dos militres Um dos policiais pulou o portão da casa para socorrer a mulher e a criança. Ao dar ordem para que o homem se entregasse e soltasse as vítimas, o suspeito teria entrado em luta corporal com o militar, que conseguiu se desvencilhar e realizou um disparo contra o rapaz para impedir a agressão. Ainda segundo a PM, o homem teria tentado pegar a arma do policial.   

O Samu foi acionado de imediato e o autor foi socorrido com vida, mas não resistiu ao ferimento e morreu logo após dar entrada no hospital. A mulher apresentava ferimentos na boca, provenientes de socos efetuados pelo homem e foi socorrida e levada para o Pronto Socorro local, junto com o filho, e liberada em seguida. O corpo de Elton Felipe foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Pouso Alegre. O policial militar recebeu voz de prisão em flagrante e se encontra à disposição da Justiça Militar de Minas Gerais, que irá apurar sua conduta.a


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.