AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Zema vê variante ômicron como preocupante e deixa Carnaval em aberto





Ainda que Minas Gerais tenha diminuido bastante os indicadores de mortes e infectados por Covid-19, além de ter avançado na vacinação de seus habitantes, o governador do Estado, Romeu Zema, não esconde sua preocupação com a nova variante do coronavírus, a omicron. Segundo o Chefe do Executivo, a nova cepa é uma ameaça e, por isso, deve ser encarada com seriedade.

"Estamos bem no Estado. A terceira dose está caminhando, devemos começar a avançar nela mais a partir de janeiro. Dia a dia temos uma população mais imunizada no Estado e os números têm indicado melhorias, tanto em casos, quanto em internações ou óbitos. Porém, a nova variante (omicron) causa, sim, muita preocupação. Por isso, peço que o povo mineiro não relaxe", afirmou o governador.

Segundo o último boletim epidemiológico, que foi divulgado nesta terça-feira (7), o Estado registrou registrou 25 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas. Além dos óbitos, a pasta registrou mais 678 casos da doença.

Minas Gerais acumula 2,2 milhões de doentes desde o começo da pandemia, dos quais 14,8 mil permanecem em acompanhamento e 2,1 milhões são considerados curados. Outras 56,3 mil pessoas morreram. 

Em relação ao avanço da vacinação, cerca de 68,2% da população total de Minas completou o esquema vacinal. 

Carnaval ainda é incerto

Outro tema em voga é se o Estado terá ou não Carnaval em 2022. Porém, para Zema, esse é um assunto para ser debatido somente em janeiro. Segundo ele, a primeira preocupação será com as festas de final de ano, que batem à porta. 

"O Carnaval é preocupação sim, assim como as festas de fim de ano. O secretário de Saúde (Fábio Bacheretti) e sua equipe estão acompanhando evolução da vacinação e indicadores. À medida em que a vaicnação avança, o sistema de saúde tem sido cada vez menos demandado por pacientes Covid. Mas essa definição sobre o Carnaval teremos somente em janeiro, quando nós já estivermos a 30, 60 dias do Carnaval e com mais de 90% da popualção vacinada. Até lá, poderemos analisar, também, a nova variante. Mas, já adiante que, como quase todo o Estado está na Onda Verde, se continuar assim, caberá aos prefeitos de cada cidade definir se terão festas ou não", completou. 


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.