AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Fábio e Cruzeiro não entram em acordo após 1ª reunião; negociações seguem



Em reunião realizada na noite desta terça-feira, na Toca da Raposa II, Cruzeiro e o goleiro Fábio não chegaram a um acordo para a ampliação do contrato. 

O novo vínculo até dezembro deste ano já havia sido acertado pelo camisa 1 com a administração do presidente Sérgio Santos Rodrigues, mas foi 'vetado' pela equipe de Ronaldo nos moldes anteriormente negociados. O Fenômeno comprou 90% das ações da Sociedade Anônima do Futebol (SAF) no mês passado e assumiu o controle da equipe.  

A informação de que a primeira reunião acabou sem acordo foi divulgada inicialmente pelo Deus me Dibre e confirmada pelo Superesportes. Novos encontros acontecerão nos próximos dias, mas a informação é que os números para um eventual acerto ainda estão consideravelmente distantes.

Além da diferença salarial, há um debate sobre uma dívida milionária do Cruzeiro com Fábio. Depois do rebaixamento do clube à Série B, em 2019, o camisa 1 aceitou repactuar o salário, mas desde que a diferença fosse quitada futuramente.

O goleiro do Cruzeiro quer alcançar mil partidas com a camisa celeste. Hoje, ele tem 976 jogos. Na última temporada, Fábio recusou uma oferta do Grêmio, que tentou contratá-lo por indicação do técnico Luiz Felipe Scolari. 

História


Fábio iniciou sua trajetória na Toca da Raposa II há mais de 20 anos, no primeiro semestre de 2000, quando jogou como titular na vitória sobre o Universal-RJ por 2 a 0, em 4 de março, no Mineirão. 
Três meses depois, em 9 de julho, era reserva de André no time que bateu o São Paulo de virada, por 2 a 1, também no Gigante da Pampulha, e faturou o tri da Copa do Brasil. No segundo semestre de 2000, Fábio acertou com o Vasco e integrou o grupo campeão brasileiro como suplente de Helton. 

Quatro anos e meio depois, em janeiro de 2005, retornou ao Cruzeiro para não sair mais. Desde então, ganhou mais duas Copas do Brasil (2017 e 2018), dois Brasileiros (2013 e 2014), sete Mineiros (2006, 2008, 2009, 2011, 2014, 2018 e 2019) e inúmeros prêmios individuais, como o de melhor goleiro da Série A em 2010 e 2013.

 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.