AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Jorge Jesus e Atlético: o que sabemos sobre a 'arrastada' negociação



A negociação entre Atlético e Jorge Jesus deve ser retomada nos próximos dias. O treinador português passou o fim de ano com a família e se desligou das questões ligadas à tratativa. A situação dele é confortável, já que continuará recebendo do Benfica até encontrar um novo clube.

O português não tem pressa para definir seu futuro. Por outro lado, o Galo quer contar com um treinador o quanto antes, pois a temporada 2022 começa no dia 26 de janeiro. Pelo Estadual, que não será prioridade, o Atlético enfrentará o Villa Nova com um time alternativo. Os titulares não participarão dos primeiros jogos, uma vez que se reapresentarão no dia 17.

A final da Supercopa contra o Flamengo está marcada para o dia 20 de fevereiro.
Conforme o Superesportes noticiou no dia 29 de dezembro, o treinador português tem em mãos uma oferta do Galo, mas não respondeu de imediato ao clube, pois pretendia descansar. Agora, a negociação deve se definir. Enquanto isso, o clube mineiro estuda outros nomes no mercado.

Jesus quer assumir um time que seja protagonista, mas ainda não definiu se vai voltar ao Brasil. Antes de ser demitido, ele foi consultado pelo Flamengo e preferiu permanecer em Portugal.

Depois de um trabalho fantástico no Flamengo, em 2019 e 2020, quando conquistou cinco títulos (Campeonato Brasileiro, Copa Libertadores, Supercopa do Brasil, Recopa Sul-Americana e Campeonato Carioca), Jorge Jesus não teve sucesso na sua volta ao Benfica. Ele enfrentou problemas de vestiário e não conquistou títulos. Foi demitido no dia 28 de dezembro.
Dentro do Atlético, Jorge Jesus conta com a simpatia do investidor Ricardo Guimarães, do BMG, entre outros membros do grupo que auxilia na gestão do clube. Em entrevista em 2020, o português afirmou ter sido muito bem-recebido em Belo Horizonte pelo empresário e explicou por que não acertou com o Galo naquela ocasião.
"Houve uma possibilidade do Atlético, um agente me falou nesta possibilidade, vim ver o jogo, recebi o convite para vir, curiosamente foi o jogo entre Atlético e Flamengo. Jantei na casa da pessoa dono do banco BMG (Ricardo Guimarães), onde conversamos e eles foram extremamente simpáticos, não vou me esquecer da forma com que eles me receberam. Mas não era isso que eu queria, tinha outras perspectivas esportivas e, se viesse ao Brasil, sem ofender ninguém, sem desprezar ninguém, tinha que ser uma equipe que me desse pelo menos a ideia que pudesse brigar pelo título", disse Jorge Jesus, em 2020.

No dia 18 de maio de 2019, o técnico Jorge Jesus, ainda pouco conhecido em terras brasileiras, foi ao Independência acompanhar a vitória do Atlético por 2 a 1 sobre o Flamengo, pela 5ª rodada do Campeonato Brasileiro.
Jesus assistiu ao duelo em Belo Horizonte na companhia de Ricardo Guimarães, de Rubens Menin e de Lucca Bertolucci. Naquele momento, o Galo estava em busca de um treinador. Levir Culpi foi demitido em abril de 2019, e Rodrigo Santana ainda comandava o time interinamente. Hoje, o português volta a ser alvo do Atlético.

 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.