AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Missão Libertadores: em 2022, Atlético mira taça faltante em ano vitorioso



Multicampeão em 2021, o Atlético terá grandes desafios na temporada 2022. Sob expectativas da torcida após o ano mais vitorioso de sua história, o Galo irá em busca da taça faltante na temporada do 'Triplete Alvinegro': a Copa Libertadores da América.

No ano passado, o Atlético esteve próximo de reconquistar o continente. O time comandado por Cuca foi eliminado do torneio com campanha invicta, após sete vitórias e cinco empates em 12 jogos.
 
Nas semifinais, o Galo caiu diante do Palmeiras, que viria a sagrar-se tricampeão em decisão contra o Flamengo. Após empate em 0 a 0 no Allianz Parque, em São Paulo, o clube mineiro foi desclassificado depois de nova igualdade no Mineirão, em Belo Horizonte, desta vez por 1 a 1 - a partir do critério do gol fora de casa.
Ainda que tenha desfrutado da temporada mais vitoriosa de sua centenária história, o Atlético amargou a eliminação do principal torneio do continente. Nas redes sociais, se fez notável a frustração da torcida, à época, pela expectativa criada em torno da segunda conquista.
Agora bicampeão do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil, o Atlético quer também o bi da Libertadores. Dono de uma campanha memorável em 2013, o Alvinegro empregará força máxima em busca daquele que deve ser o principal objetivo da temporada 2022.
 
Para além da própria motivação esportiva, o Galo também se apoia em um grande incentivo financeiro: a Conmebol aumentou as premiações da Libertadores e pagará US$ 25 milhões (cerca de R$ 142 milhões na cotação atual) ao campeão. Triunfante em 2021, o Palmeiras recebeu US$ 22,5 mi pela conquista (R$ 128 milhões).
O novo valor representa praticamente toda a premiação arrecadada pelo Atlético na temporada do Triplete Alvinegro. Com os títulos do Campeonato Brasileiro, da Copa do Brasil e a trajetória na Copa Libertadores da América em 2021, o clube mineiro garantiu R$ 145 milhões em ganhos pelo desempenho esportivo.
 
Mesmo superado pelo Verdão, o Galo deixou clara sensação em sua última participação de que a conquista continental é um sonho possível. O gol marcado por Dudu frustrou os atleticanos no Gigante da Pampulha no último 28 de setembro, mas se transformou em 'pulga atrás da orelha' para o elenco mais vencedor da história do clube, que irá em busca da única taça que ficou pelo caminho em 2021.

Super Esportes

 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.