AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Moradores de cidade do Sul de Minas ficaram 40h sem energia na virada do ano



 A pequena cidade de Alagoa, no Sul de Minas, que tem cerca de 2,6 mil moradores, começou 2022 com o pé esquerdo. Entre a sexta-feira (31) e o sábado (1º), a população ficou 40h sem energia elétrica após quedas de árvores em decorrência de uma forte chuva derrubarem postes da Cemig na Serra da Mantiqueira.

Conhecida pela produção do Queijo Minas Artesanal da Alagoa, produto que já ganhou diversos prêmios nacionais e internacionais, a cidade ainda contabiliza os prejuízos, já que a iguaria é o que move a sua economia e os produtores perderam todo o leite que seria utilizado na produção no período sem eletricidade.

O deputado estadual Professor Cleiton (PSB), denunciou o problema em suas redes sociais na terça-feira (4). "A queda de energia teve início às 10h do dia 31/12 e trouxe incontáveis prejuízos, principalmente para os comerciantes e produtores de queijo locais. O prejuízo foi total, já que a falta de energia estragou o leite que seria usado na produção dos queijos", informou o parlamentar.

O deputado disse ainda que já emitiu uma nota de repúdio e classificou o fato como absurdo. Um morador da cidade conversou com a reportagem de O TEMPO e contou que, em algumas localidades, a luz demorou 85h para ser restabelecida. "Foi um prejuízo muito grande e em toda a cidade, não só para os produtores", disse.

Procurada, a Cemig informou que tempestades acompanhadas de fortes ventanias ocorridas na região derrubaram a rede que abastece o município em um local de difícil acesso.

"De forma imediata, 14 eletricistas iniciaram atendimento para o restabelecimento da energia, atuando durante toda a madrugada do primeiro dia do ano. Os trabalhos foram prejudicados pela complexidade dos danos e, principalmente, pela dificuldade de deslocamento, já que estradas e vias foram interditadas por causa da chuva", lembra a empresa. 

Ainda conforme a Cemig, com o apoio de tratores e maquinários cedidos pelas Prefeitura da região, foi possível acessar o local por uma via alternativa e restabelecer a energia no sábado.

"A Cemig informa ainda que realiza atualmente o maior programa de investimentos de sua história, com R$ 22,5 bilhões em investimentos até 2025, que contemplam a construção de uma nova linha para alimentação de energia a Alagoa. As obras já foram iniciadas e vão permitir uma alternativa de abastecimento ao município em situações emergenciais como essa", finaliza a companhia.


Deputado quer levar caso à CPI da Cemig

Autor do requerimento que originou a CPI da Cemig da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), o deputado estadual Professor Cleiton afirmou que levará o caso para ser investigado dentro da comissão, que analisa possíveis casos de corrupção dentro da atual diretoria da estatal.

Os trabalhos da CPI da Cemig serão retomados no início de fevereiro, após o recesso dos deputados. O parlamentar afirmou ainda que já protocolou um Pedido de Informações para a Cemig em que solicita que os produtores sejam indenizados pelos prejuízos sofridos. A reportagem questionou a Cemig sobre a possibilidade do caso ser analisado na CPI, mas não se posicionou sobre o assunto na nota de resposta.


Fonte: Tv Minas.com


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.