AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Novo decreto limita funcionamento e ocupação de bares e restaurantes em Guaxupé

 


A Prefeitura de Guaxupé publicou novo decreto na última quinta-feira (6) em que limita funcionamento e ocupação de bares e restaurantes na cidade. O documento é válido, segundo a administração municipal, até o dia 17 de janeiro.

Conforme o decreto, bares, lanchonetes e restaurantes podem funcionar das 17h à 0h com atendimento presencial. Depois deste horário, será permitida a venda apenas pelo sistema delivery.

Estes estabelecimentos, segundo o documento, podem trabalhar com até 70% de ocupação e não poderão reproduzir músicas ao vivo ou gravadas, além de não estarem autorizados a transmitir jogos.

Casas de shows e locais para eventos não estão autorizados a funcionar durante a vigência do novo decreto da prefeitura.

Eventos públicos ou familiares estão proibidos, de acordo com o decreto, sejam na zona urbana ou na área rural. 

Casos algum evento seja realizado, o organizador está sujeito a multa.

O decreto destaca que os protocolos a serem seguidos são os de distanciamento mínimo entre as mesas de dois metros e de no máximo seis pessoas em cada uma delas. O consumo de bebidas e alimentos só é permitido se a pessoa estiver sentada no local.

É necessária a utilização de máscara de proteção e álcool em gel. Além disso, está proibido, segundo o documento, esperar no entorno do estabelecimento.

Conforme a prefeitura, o não cumprimento do decreto pode levar a advertência, multas que podem chegar a R$ 10,6 mil, suspensão de alvará de funcionamento e representação junto ao Ministério Público para responsabilidade criminal.


Covid-19 em Guaxupé

Conforme boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura, Guaxupé contabiliza 7.265 casos positivos de Covid-19, sendo 157 mortes em decorrência da doença.

Nesta quinta-feira, a prefeitura registrou 119 casos positivos. Esta semana, foram 297 contaminações.


Fonte: G1 Sul de Minas


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.