AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Pesquisa aponta otimismo para o primeiro trimestre de 2022

 


A Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e Serviços de Varginha realizou no mês de dezembro uma pesquisa para medir o Índice de Confiança do Comércio de Varginha.

O questionário tem o objetivo identificar o nível de confiança do empresariado de Varginha, em situação atual e futura, para trazer informações para tomada de decisão das empresas locais.

A pesquisa foi respondida por 197 empresários de 36 segmentos e abordou os temas: venda, inadimplência, segmento empresarial, investimentos, contratações e economia nacional.


Vendas

O primeiro item da pesquisa foi relativo as vendas. 62% dos entrevistados disseram que atualmente as vendas estão normais, 6% que estão altas e 32% que estão baixas.

Para o futuro a expectativa é de que as vendas melhorem. 26% acreditam que as vendas estarão melhores, 42% que as vendas estarão normais e 32% que as vendas estarão baixas.

“Neste primeiro item da pesquisa podemos sentir maior confiança do empresário para o próximo trimestre, notamos um crescimento de 20% na confiança para o início do ano se compararmos o volume de vendas atual x volume de vendas futuro”, comentou Anderson Martins, presidente da ACIV.


Inadimplência

Este item da pesquisa se manteve estável, quando perguntado se houve redução da inadimplência no cenário atual, 20% disseram que sim, 53% que manteve e 27% que não houve.

Sobre a expectativa de redução da inadimplência para o próximo trimestre 15% dos entrevistados disseram que é alta, 55% que é normal e 30% que a expectativa é baixa.


Segmento

Quando perguntado qual a percepção do seu segmento atualmente, 38% disseram que está bom, 36% que está normal e 26% que está ruim.

Quando perguntado a expectativa do seu segmento para o próximo trimestre 62% acham que vai melhorar, 29% que vai manter e apenas 9% que irá piorar.

“Mais um tópico da pesquisa que vem para reforçar a confiança do empresário para o início de ano. Acreditamos que tudo isso se deve a esse cenário que estamos vivendo de queda nos casos de Covid e reforço da vacinação”, disse Anderson.


Investimentos

Sobre o nível de investimento atual, 20% disseram que estão investindo alto, 46% que estão investindo normal e 34% que estão fazendo baixo investimento.

Perguntado qual a possibilidade de realizar investimentos no próximo trimestre, 20% disseram ser alta, 29% que pretendem manter o investimento atual e 51% que não pretendem fazer investimentos.


Contratações

Quando perguntado sobre o quadro de funcionários no momento atual, 29% disseram que contrataram, 58% que mantiveram o quadro de funcionários e apenas 13% demitiram.

Para o próximo trimestre 18% pretendem admitir, 60% pretendem manter o quadro atual e 22% devem demitir. “Vale lembrar que boa parte dessas demissões, que não são muitas, são contratações temporárias feitas no final do ano”, lembra Anderson.


Economia nacional

A última pergunta da pesquisa é sobre a percepção do empresário para a atual situação da economia nacional. 12% disseram achar boa, 6% normal e 82% ruim. Quando perguntado como o empresário acredita que estará a economia nacional para o próximo trimestre, 23% acreditam que estará boa, 22% que estará normal e 55% que estará ruim.

“Notamos nesse último item um crescimento de 10% no número de empresários que acreditam que a economia estará boa no próximo trimestre e um crescimento maior ainda (16%) de empresários que acreditam que a economia deve normalizar”, finalizou Anderson.


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.