AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Prejuízos no comércio com feriados devem ser 22% menores em 2022




 Neste ano, o Brasil terá apenas um feriado 
nacional prolongado, o que traz benefícios ao varejo 

Os comerciantes mineiros devem registrar, neste ano, perdas menores em função dos feriados. É o que aponta um estudo realizado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O ano de 2022 terá apenas um feriado nacional prolongado: a Paixão de Cristo (15/04), que tradicionalmente é celebrada em uma sexta-feira, podendo ser emendada com o fim de semana.

Em 2021, a maioria dos feriados nacionais ocorreram em dias úteis para o comércio, impactando negativamente na rentabilidade do setor. Às exceções no período couberam ao Dia do Trabalhador (01/05) e ao Natal (25/12) – ambos comemorados em sábados, dia de expediente reduzido no varejo nacional.

Segundo a análise, no ano passado, o comércio varejista sofreu um prejuízo de R$ 22,11 bilhões, enquanto em 2022 a previsão é que as perdas sejam 22% inferiores (R$ 17,25 bilhões).  A CNC ainda espera que o prejuízo total seja o menor desde 2014.

O economista-chefe da Fecomércio MG, Guilherme Almeida, explica os motivos dessa redução de impacto. “Com menos feriados, a circulação de pessoas em centros comerciais é maior, seja próximo ao trabalho ou à residência. Outro ponto é que se o empresário quiser operar em algum feriado, seria preciso arcar com um custo maior, já que a remuneração da hora extra para o funcionário convocado nessas datas é dobrada”.

Na cadeia produtiva, os segmentos que lidam diretamente com o consumidor final tendem a acumular mais prejuízos com os feriados. “Sem feriados, as empresas podem operar em sua normalidade, no qual o fluxo de pessoas nas ruas acaba sendo maior. Essa situação gera mais benefício para essas atividades econômicas, principalmente para o comercio varejista”, ressalta o economista.

Almeida também lembra que apesar de o ano contar com apenas um feriado nacional, há ainda feriados estaduais e municipais. “Belo Horizonte tem seu aniversário no dia 12 de dezembro, que será comemorado em uma quinta-feira”, diz. Mas, apesar dessas particularidades de cada estado ou município, a redução de feriados é benéfica para o comércio como um todo, inclusive, para o setor de serviços.

Por outro lado, o setor de turismo não sofre com os impactos negativos dos feriados. Nessas datas há um aumento na venda de pacotes de viagens, na taxa de ocupação de hotéis e no fluxo de visitantes, incrementando esse mercado que movimenta 8% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional.


Calendário

Atualmente, o calendário de datas comemorativas conta com nove feriados nacionais: Dia da Confraternização Universal (01/01), Paixão de Cristo (15/04), Tiradentes (21 de abril), Dia do Trabalhador (01/05), Independência do Brasil (07/09), Nossa Senhora Aparecida (12/10), Dia de Finados (02/11), Proclamação da República (15/11) e Natal (25/12). Carnaval e Corpus Christi são considerados dias de ponto facultativo.* Com informações do Portal do Comércio


Fonte: Fecomércio MG


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.