AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Polícia descarta possibilidade de homicídio na morte de jovem que caiu de carro em movimento em MG

 


A Polícia Civil descartou a possibilidade de homicídio no caso da jovem de 27 anos que morreu após cair de um carro em movimento no Centro de Boa Esperança (MG). A possiblidade de crime foi descartada após o depoimento da amiga da vítima e também das imagens de câmeras de segurança.

“A partir da análise das câmeras de segurança nós constatamos que no veículo em questão se encontravam duas pessoas no banco da frente e duas moças no banco de trás, sendo uma delas a vítima. Em determinado momento, a vítima mexe na porta do veículo que se abre e ela cai. Não existem elementos que permitam vislumbrar que ela tenha sido empurrada ou arremessada do veículo”, afirmou o delegado Alexandre Boaventura.

Segundo o delegado, as provas apontam para que Mariele Moreira, de 27 anos, tenha caído ou tentado descer do carro. As três pessoas que estavam no veículo prestaram socorro à vítima até que ela fosse encaminhada para o hospital.

“Não existe prova de que ela tenha sido vítima de homicídio. O que aconteceu com ela, de fato, foi um acidente, uma fatalidade”, afirmou.

O delegado informou que os dois homens que estavam no banco da frente ainda não foram identificados. Eles aguardam a identificação para ouvir o depoimento deles.

Relembre o caso

A jovem Mariele Moreira, de 27 anos, morreu após cair de um carro em movimento no Centro de Boa Esperança (MG). Na quinta-feira (28), à noite, ela saiu com amigos. Conforme o boletim de ocorrência da Polícia Militar, por volta das 23h, o carro com ela e outros três amigos cruzou a Avenida Governador Valadares e ela acabou caindo do carro.

Câmeras de segurança que flagraram o acidente mostraram que após ela cair, os ocupantes do veículo desceram para ver o que aconteceu. A mulher, que já estava imóvel, foi socorrida pelo Samu e encaminhada ainda com vida para o pronto-socorro da cidade.

No entanto, na tarde de sexta-feira, a jovem não resistiu a um politraumatismo craniano. O corpo da jovem foi levado para o IML de Boa Esperança e depois liberado para a família, que é de Alfenas. O corpo foi enterrado no cemitério da cidade ainda no sábado.

Ela morava em Varginha (MG) e trabalhava como degustadora de café. Ela viajou com uma amiga para Boa Esperança e estava hospedada em um hotel.


G1 Sul de Minas

 


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.