AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Puxada pelos combustíveis, arrecadação de ICMS em Minas registra alta em janeiro



Mesmo com o ICMS dos combustíveis congelado há três meses, a arrecadação nominal de Minas Gerais com o imposto cresceu 37,4% nesse mês de janeiro, na comparação com janeiro de 2021 - impulsionando o crescimento da arrecadação total do Estado. Também a arrecadação real do ICMS dos combustíveis - quando descontada a inflação - apresentou aumento de 24,8%

Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (7) pela Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais (SEF-MG). Ao todo, o Estado arrecadou no mês passado R$ 1,2 bilhão em ICMS com combustíveis - que é a maior fonte de receita tributária de Minas.

A arrecadação nominal total do Estado com ICMS também cresceu 15% nesse primeiro mês do ano. Já a arrecadação real registrou aumento de 4,5%. A receita total do governo com ICMS em janeiro foi de pouco mais de R$ 6 bilhões.

Além dos combustíveis, a alta na arrecadação foi puxada também pelo ICMS que incide sobre o comércio - que registrou alta nominal de 14% e real de 3,6%. A arrecadação do imposto sobre a atividade comercial é a segunda maior do Estado. 

Também chama a atenção o aumento da arrecadação de ICMS sobre a venda de veículos - que registrou um aumento nominal de 123,4%. O Estado arrecadou R$ 281 milhões com o segmento em janeiro deste ano, contra R$ 126 milhões no mesmo mês do ano passado. Já o setor que apresentou a maior queda - tanto nominal quanto real - foi o da mineração (-8,8% nominal e -17,2% em valores reais).

O ICMS respondeu por 86,3% da arrecadação tributária de Minas Gerais no mês passado, sendo os combustíveis (20,9%), o comércio (20,7%) e a energia elétrica (10,8%) os principais deles.  

Segundo a Secretaria de Fazenda, a arrecadação nominal corresponde a tudo que foi efetivamente arrecadado pelo Estado. Já o valor real é quando é feita uma atualização monetária de períodos passados para fazer uma comparação mais precisa com os dias atuais.

O Tempo


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.