AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

A importância do autocuidado na saúde da mulher


Médica da Unimed Varginha fala sobre como manter a saúde em dia

 

Cuidar da saúde é uma atitude que deve ser tomada diariamente para evitar doenças. A atenção aos sinais do corpo e os cuidados com exames de rotina são aliados fundamentais na prevenção e no diagnóstico precoce. 

No mês em que celebramos o Dia Internacional da Mulher, aproveitamos para reforçar a importância de que as mulheres cuidem de sua saúde sempre. Confira abaixo a entrevista com a Dra. Vivian Kiyomi Azuma Barouche, médica da família na APS - Atenção Primária à Saúde da Unimed Varginha, onde ela dá orientações básicas para deixar a atenção à saúde em dia.


Quais são os exames de rotina recomendados para as mulheres?

Os exames laboratoriais de rotina recomendados são: hemograma, glicemia (para rastreamento de diabetes), uréia e creatinina (avaliar função renal), colesterol total e frações (rastrear dislipidemia), TSH, exame de urina e fezes. O papanicolau que é o exame para rastreamento do câncer colo de útero, deve ser realizado dos 25 aos 64 anos (segundo o INCA) para as mulheres que iniciaram a vida sexual. A mamografia deve ser realizada dos 40 aos 74 anos, anualmente com a finalidade de rastrear o câncer de mama. Importante salientar que se a mulher apresentar histórico familiar positivo, a mamografia deve ser solicitada a partir dos 30 anos.

 É necessário aferir a pressão arterial a partir dos 20 anos de idade e avaliar a necessidade de realizar eletrocardiograma para prevenção cardiovascular. O rastreamento de câncer colorretal deve ser solicitado através do sangue oculto nas fezes, a partir dos 45 anos. Outro exame importante é a densitometria óssea para as mulheres acima de 65 anos (segundo a International Society for Clinical Densitometry) para avaliar osteoporose. Outros exames de rotina podem ser solicitados de forma individualizada, por isso é importante passar em consulta médica para avaliar o que é importante para cada paciente.


Existe uma idade certa para a mulher iniciar as consultas com o ginecologista? 

De acordo com a Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), o melhor momento para levar a menina ao ginecologista é a partir da primeira menstruação. Mas é claro que se a mãe sentir necessidade de levar a filha antes, não tem problema nenhum, o médico orienta as mudanças que estão acontecendo com o corpo e sobre a ciclo menstrual. Aborda a importância de se conhecer o próprio corpo e estimula o autocuidado.


Qual a importância de a mulher realizar consultas regulares ao ginecologista?

É importante para conversar com o profissional sobre métodos anticonceptivos, planejamento familiar, irregularidades menstruais, alterações hormonais, corrimentos, suspeita de doenças sexualmente transmissíveis e rastreamento de prevenção de câncer colo útero ou de mama.


É recomendo ir ao médico(a) mesmo sem sentir nada? Porque? 

Sim, é importante procurar o médico mesmo sem ter sintomas específicos. A medicina preventiva traz maior qualidade de vida aos pacientes, pois tem a finalidade de detectar doenças antes de se tornarem uma patologia de difícil tratamento.





 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.