AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Homem acusado de matar mulher a tiros em Conceição da Aparecida é condenado a 20 de prisão



O homem acusado de matar uma mulher a tiros em Conceição da Aparecida (MG) foi condenado a 20 anos de prisão. O júri popular começou na manhã desta quarta-feira (23), no fórum de Carmo do Rio Claro (MG) e terminou por volta de 21h. Ione Maria Leite Santos, de 42 anos, foi baleada no Centro da cidade em 2020. 

Auleir Madeira da Silva estava preso há dois anos. Por isso, resta cumprir 18 anos, sete meses e 16 dias da pena. 

Segundo o Tribunal de Justiça de Minas Gerais, o réu foi denunciado por homicídio qualificado por motivo fútil; mediante traição, emboscada, dissimulação ou outro recurso que dificulte ou torne impossível a defesa do ofendido. Além do crime ter sido cometido contra mulher por razões da condição de sexo feminino, caracterizando feminicídio. 

O juiz responsável pelo caso é Ademir Bernardes de Araújo Filho. O júri foi composto por sete jurados, sendo cinco homens e duas mulheres. 

Relembre o caso 

Câmeras de segurança flagraram o momento que um homem desceu de uma moto quando duas mulheres se aproximam. Ele segurou Ione Maria Leite Santos, de 42 anos, atirou contra ela e depois disparou contra a própria cabeça. 

A outra mulher conseguiu fugir. Ione e o homem foram socorridos com vida e levados ao hospital. A vítima morreu na manhã do dia seguinte. O suspeito segue internado e o estado de saúde é estável. 

Na época, a Polícia Civil informou que o fato de o suspeito ter aguardado a chegada da vítima ao local do crime faz com que a polícia acredite que o crime tenha sido premeditado

Alguns dias depois, o homem suspeito de balear a mulher foi conduzido ao presídio de Botelhos. Ele foi conduzido ao sistema prisional logo após receber alta do hospital Alzira Velano. O homem depois foi transferido para o presídio de Alfenas, onde aguardava o julgamento.


Fonte: G1 Sul de Minas




 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.