AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Opinião com Luz Fernando Alfredo 22/03/2022



Pre-candidatos

Homenageamos o nosso amigo, Luís Carlos Mangiapelo, ex- vereador, que partiu desta vida, deixando saudades. 
Em outra oportunidade, falamos sobre os candidatos a deputados em Varginha e sugerimos que deveríamos esquecer partidos buscando candidatos capazes na cidade, para que o Município conseguisse eleger pessoas cujo domicílio eleitoral fosse nesta circunscrição, para que tivéssemos alguém comprometido prioritariamente com esta comunidade e citamos até que o único deputado federal eleito em Varginha fora Dr. Jaci de Figueiredo, enquanto que deputados Estadual foram apenas Dr. Morvan Acaiaba, Eduardo Otoni e professor Clayton, Dimas Fabiano que fez carreira iniciando nesta cidade, tendo sido vereador, deputado Estadual e Federal, por vários mandatos.
Participamos recentemente de um evento de lançamento de uma pre-candidatura a Deputado Federal, onde encontramos com grandes lideranças políticas, autoridades municipais, agentes políticos e outras personalidades.
Assistimos toda cerimônia, ouvimos com atenção os discursos e prestamos atenção em tudo que pudemos e só lamentamos o Deputado Clayton, que por sinal surpreendemos com sua oratória, mas ele escorregou feio, ao dizer que Rodrigo Pacheco era um gênio ou fenômeno (não lembramos), mas afinal, o adjetivo tem a mesma conotação, o pulha ao qual ele se referiu, é o maior covarde do Brasil, prevaricador e sabotador do governo federal.
Contudo não é por isto que vamos desmerecer as qualidades do Deputado, apesar do partido dele e o nosso, ser a desgraça do Brasil, enquanto nós brasileiros dormíamos de toca, votando na esquerda, talvez achássemos que o pais era maneta, demorando dezenas de anos para enxergarmos que ele tinha também o lado destro. Se bem que o artigo 220 da CF garante liberdade de opinião a todos.
Sempre que mencionamos partidos políticos e criticamos, o fazemos de maneira restritiva às cúpulas federais e raramente estaduais, quase nunca mencionamos os municípios, pois sabemos que a ideologia no Brasil até 2018 só existia com o partidos dos trabalhadores; com a eleição do maior pesadelo dos ladrões, é que surgia, mais claramente, uma direita tímida, ainda sem profissionalismo político, porém com ideais verdadeiros de liberdade e desenvolvimento para todos segmentos. Pedimos inclusive desculpas aos Vereadores que filiaram no partido que foi mais conveniente, os quais admiramos e respeitamos, até  porque  conhecemos a vida pregressa ilibada da maioria que já passou, e os que estão na Câmara atualmente. 
Por outro lado, vibramos com as oratórias exaltando a figura do Professor Stefano Gazzola, pois, na nossa opinião e de muitos outros Varginhenses e cidadãos da vizinhança, devemos muito ao anfitrião pre-candidato a Deputado Federal, pois, ele fez o que poucos homens encarariam, que é trabalhar por uma comunidade com visão de futuro, começando um sonho pequeno e transformando-o num vultuoso investimento nobre que redundou na formação de dezenas de milhares de bacharéis e outras graduações que enriqueceram a região e até o país ao habilitar  tantas pessoas nos cenários das diversas profissões.
Não temos procuração para defendermos o Stefano, por sinal, nos conhecemos só no final de 2012, mas como escritor de fatos sociais, de conhecimentos gerais, artigos científicos e políticas públicas, não podemos arriscar a credibilidade que conseguimos, tentando enganar os leitores, portanto nosso reconhecimento quanto a pessoa do Professor é rigorosamente sincero; poucos homens fizeram tanto por Varginha como ele, e seria a maior justiça abraçarmos sua possível candidatura ao Congresso Nacional. Não importa se nós ou você o conhecemos pessoalmente e desde quando, mas o legado do Professor Stefano é extraordinário para Educação brasileira.
Com todo respeito, Prefeito Verdi, ex Prefeitos e lideranças expoentes de Varginha, Dimas Fabiano e Diego Andrade, fizeram sim, por Varginha e a cidade devolveu com devoção, agora é hora deles procurarem outro reduto.
O Diego Andrade e Dimas Fabiano, na nossa opinião pessoal, são hoje parte dos traidores da pátria, por estarem metidos no pior congresso da república, e mais, Dimas Fabiano têm de parar de se meter em eleições municipais e votações na Câmara de Varginha, retirando inclusive os seus apadrinhados, afinal não precisamos de “coroné” neste município. Somos testemunhas do trabalho político que o Dimas deu para o Prefeito Antônio Silva, não sabemos se ele está dando para o Verdi, mas que a câmara virou cartório, virou há tempos, e está na hora de alguns Vereadores terem vontade própria e conhecimentos jurídicos técnicos apolíticos, para não dependerem de estranhos ao sistema, afinal se a matéria for constitucional e não ferir outros preceitos estatuídos em Leis superiores à competência municipal, o resto é meramente responsabilidade dos vereadores que foram eleitos pela e para a cidade.
A propósito, Doutor Watson, Secretário da Fazenda do Município, nossos esclarecimentos às suas críticas do passado à Fundação Hospitalar, estão no forno gratinando.
E tem mais uma coisinha para contarmos, sem bravata, apenas elucidativa, quando ocupávamos o cargo de Secretário da Administração, conseguimos demitir trinta funcionários públicos, inclusive a Diretoria inteira do Sindicato Municipal da época, por abuso e agressão às autoridades do município.
Será que às leis que norteiam a representatividade desta relação empregatícia mudaram? Pois nós só ficamos sabendo que os Sindicatos perderam poder na reforma trabalhista, e a sindicalização e contribuição, é voluntária!




 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.