AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

'Serial killer' acusado de matar adolescente em 2011 é julgado por crime após 11 anos no Sul de Minas



Um homem acusado de estuprar, matar e carbonizar uma jovem de 17 anos em 2011, é julgado nesta quarta-feira (16) em Lambari (MG), 11 anos após o crime. Sandro Luiz Alves Portilho já foi condenado por crimes contra outras três mulheres, entre eles estupro e feminicídio. Júri popular está previsto para acontecer durante todo o dia. 

O corpo de Hanah Pereira da Silva, de 17 anos, foi encontrado em janeiro de 2011 em um chalé da cidade. 

Quatro meses depois, em maio, a polícia encontrou o corpo da estudante Daniela Maria Paiva Paula, de 12 anos, também carbonizado em uma mata na zona rural de Lambari, próximo ao Parque Estadual Nova Baden. Daniela havia saído de casa alguns dias antes para se encontrar com a mãe no trabalho e não retornou mais. 

A polícia chegou até o suspeito do crime, na época com 42 anos, depois que ele foi preso em janeiro de 2017, suspeito de matar a menina Tiffany Nascimento de Almeida, de 11 anos, que morava na Comunidade do Amarelinho, em Acari, no Rio de Janeiro. A vítima também foi estuprada e teve o corpo carbonizado. Ele foi condenado a 37 anos por esse crime, por homicídio e ocultação de cadáver. 

Conforme a polícia, o homem se passava por adestrador de cães e oferecia filhotes de presente para se aproximar das adolescentes. O modo de agir teria sido o mesmo utilizado em Lambari

Em março de 2017, o juiz Márcio Augusto Oliveira Bueno, titular da comarca de Lambari, decretou a prisão preventiva do homem. 

Série de crime sexuais 

Para a Polícia Civil de Minas Gerais, Sandro praticou uma série de crimes sexuais contra pelo menos cinco mulheres desde 2003. Em janeiro de 2019, ele foi condenado a 11 anos de prisão pelo estupro de outra adolescente de 16 anos. 

Em 2004, ele já havia sido condenado a uma pena de 14 anos pelo homicídio de Maria Helena Marçola Alves, de 37 anos. A investigação comprovou que Sandro era cliente da vítima, que era garota de programa. Ambos os crimes foram cometidos em Juiz de Fora.


G1 Sul de Minas

Foto: Reprodução EPTV


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.