AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Varginha terá novo polo do Santander focado em atendimentos a PMEs

 


O Santander inaugura em Minas Gerais dois novos polos de atendimento às pequenas e médias empresas (PMEs). 

As estruturas instaladas dentro das lojas de Sete Lagoas e Varginha reúnem especialistas em soluções financeiras para empresas com faturamento mensal entre R$ 3 milhões e R$ 30 milhões. 

O movimento reforça a estratégia de interiorização do Banco que tem reforçado sua presença física e capilaridade de atendimento para áreas mais distantes das capitais.

Os polos PME reúnem times compostos por gerente geral, gerente de relacionamento e gerente de negócios e serviços, todos dedicados ao atendimento personalizado a esse público.

“No modelo pioneiro do Santander, os gerentes realizam visitas periódicas às empresas, conhecendo o negócio de perto, compreendendo suas necessidades, seus objetivos e o fundamental: o dia a dia do cliente. 

Isso cria uma relação próxima e duradoura com os clientes. É uma parceria construída com cada empresário, que passa a ser um parceiro de verdade, e com quem conversamos e pensamos juntos soluções para seus desafios”, explica Cíntia Diniz, superintendente executiva da Rede Minas Gerais do banco Santander.

“Já temos 15 polos instalados em Minas, com atendimento a diversos tipos de empresas. A tendência é criar ainda mais unidades e identificar a necessidade de cada ramo produtivo do nosso estado”, acrescenta a executiva.

No estado de Minas, os polos foram instalados, a princípio, na capital. Com o movimento de interiorização, foram inauguradas novos espaços em Poços de Caldas, Pouso Alegre, Divinópolis, Montes Claros, Congonhas, Contagem, Betim e Ipatinga. 

“A estrutura dos polos começou em 2016, com apenas uma agência em Guarulhos, na Grande São Paulo. No início de 2020, já eram 190 pontos. Hoje, com o foco do banco voltado à interiorização, já são 218 polos nas cinco regiões do Brasil”, explica Franco Fasoli, diretor do segmento Empresas do Santander.

“As empresas atendidas têm em regra uma estrutura administrativa, possuem departamentos financeiro, de compras e RH. Por isso, vamos até a empresa entender o negócio e construir a solução mais adequada”, completa Fasoli.

Indicadores internos do Santander indicam que a presença física contribui para que o empresário viabilize mais negócios com o banco. A demanda por crédito é uma das mais recorrentes.

“O contato pessoal agrega muita valor à empresa. É um modelo que de largada gera mais de satisfação ao cliente e isso vai aumentando conforme ele tem respostas às suas demandas”. 

“Ideias customizadas, em vez de soluções padrão, ajudam as empresas a terem um crédito aprovado mais rapidamente. A viabilizar uma demanda específica de investimento, de capital de giro, de negócios internacionais. Como é um trabalho de consultoria, o gerente desenha junto com o cliente a operação mais adequada e a entrega é muito mais ágil”, finaliza o diretor do Santander.


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.