AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Brasileira presa na Tailândia envia carta à família em MG: 'Espero ver vocês o mais rápido possível'








A brasileira Mary Hellen, presa na Tailândia por tráfico de drogas em fevereiro, enviou uma carta para os familiares de Pouso Alegre (MG). A informação foi repassada pelo advogado Telêmaco Marrace, que é um dos profissionais que compõem a defesa da jovem de 21 anos. 

Segundo o advogado, a carta foi escrita em inglês para facilitar o entendimento das autoridades locais. Telêmaco contou que uma lei do país pune as pessoas que criticam o rei da Tailândia. A pena pode chegar a 15 anos de prisão. 

"São vários presos de diferentes nacionalidades. Se cada preso escrever uma carta em seu idioma, dificultaria um pouco o acesso das autoridades para ter o conteúdo dessas cartas. Lá existe uma lei, chamada de Lei "lesa-majestade". Nessa lei não tem como ninguém fazer qualquer crítica ao rei da Tailândia. Isso é levado severamente. Uma critica ao rei da Tailândia pode gerar uma pena de 15 anos", explicou Telêmaco. 

Na mensagem, a jovem fala sobre a saudade da família. Além disso, ela também disse que se sente melhor, mas que às vezes não consegue dormir. 

“Eu estou pensando muito no meu caso. Eu não conseguia dormir de noite porque me preocupo muito. Obrigada por se lembrarem de mim e agradeço aos meus amigos por tentarem me ajudar com os advogados. Eu vou cuidar de mim. Tenho aqui dois amigos para me ajudarem. Eu estou muito melhor agora, espero ver vocês o mais rápido possível”. 

Na mensagem, a jovem também envia beijos e abraços carinhosos aos familiares e amigos. Ela ainda diz que espera que a família e os amigos respondam sua carta e finaliza dizendo que vai sonhar com todos eles. 

“Manda um beijo ao meu avô e para minha avó. Lembro de todos vocês no Brasil. Mãe, eu amo você tanto e espero que você melhore logo. Um grande obrigado a todos do Brasil por me ajudarem. Estou muito feliz agora. Espero que minha família e todos os amigos me respondam. Me faz sentir muito feliz e sorrir todo dia. Vou sonhar com vocês todas as noites”. 

Segundo o advogado de Mary Hellen, as cartas entre a jovem e os familiares estão sendo trocadas porque a superlotação nas prisões da Tailândia e a pandemia de Covid-19 dificulta a realização de chamadas de vídeo. Ele disse que não sabe quem escreveu a carta para Mary Hellen, mas acredita que ela tenha contado com a ajuda de organizações que atuam no presídio e no país. 


G1 Sul de Minas

 


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.