AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Família de bancário é feita refém em tentativa de roubo no Sul de Minas



Um homem foi preso e um menor apreendido pela Polícia Militar, acusados de integrar o bando que tentou assaltar o Banco do Brasil, em Jacuí, no Sul de Minas, na manhã desta quarta-feira (13). O chamado “crime do sapatinho” teve a rendição do gerente e um vigilante da agência, além de familiares.

Dois integrantes do bando fugiram para Guaxupé e libertaram os reféns, mas foram interceptados pela Polícia Militar. Houve troca de tiros e um homem foi baleado na perna, enquanto o outro conseguiu escapar e estava sendo perseguido.

Segundo informações, um funcionário do banco, cuja identidade não foi revelada, foi feito refém em Jacuí na noite de terça-feira (12). Junto com ele, seus familiares também foram rendidos pelos criminosos. Eles ficaram presos em casa durante toda a noite. No dia seguinte o funcionário foi levado até o banco.

Porém, a ação marginal acabou frustrada e a Polícia Militar, que já tinha sido acionada para o caso, conseguiu apreender o menor ainda dentro da agência. Outra parte do grupo fugiu em um Fiat/Palio com destino a Guaxupé. Próximo a fazenda Monte Alto, os reféns foram libertados e abandonados na zona rural.

Segundo relatos, estavam sem dormir, bastante amedrontados e abalados emocionalmente. Pediram ajuda e a PM chegou até eles para socorrê-los. De posse das informações repassadas pelas vítimas, a polícia iniciou diligências naquela região e se deparou com dois integrantes do bando. Conforme declarações do capitão PM Salgado, comandante da 79ª Companhia, houve perseguição e troca de tiros. 

Na ação, um dos bandidos foi alvejado na coxa, sendo que o projétil foi parar próximo ao fêmur. O homem foi socorrido, encaminhado ao hospital, onde passou por cirurgia e seria preso em seguida. O outro criminoso escondeu em um matagal. O helicóptero Pégasus da Polícia Militar foi acionado e estava ajudando nas buscas ao foragido.

“Pedimos para que as pessoas fiquem atentas. O fugitivo está com fome e sede, pode estar armado e deve pedir ajuda em alguma propriedade”, observa o comandante. A recomendação da PM é para que, diante da presença de qualquer elemento suspeito, que a polícia seja acionada através do telefone 190.

O comandante disse ainda, que os envolvidos foram identificados e que também a Polícia Civil estava entrando nas investigações. “São pessoas conhecidas aqui nos meios policiais. É questão de tempo para pegarmos todos eles”, disse.

Ainda em relação ao menor que foi pego na agência em Jacuí, ele também é natural de Guaxupé. Segundo a polícia ele tem várias passagens anteriores.

De acordo com informações, não foi levada nenhuma quantia do banco. O veículo utilizado na fuga de Jacuí para Guaxupé foi apreendido e recolhido a um pátio credenciado.


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.