AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Faturamento da indústria recua, mas emprego e massa salarial avançam

 


A Pesquisa Indicadores Industriais (Index), realizada pela FIEMG, aponta a segunda queda consecutiva no faturamento do setor, em fevereiro deste ano. O índice da indústria geral (indústria de transformação + indústria extrativa) caiu 2,3% no segundo mês deste 2022, na comparação com janeiro. A retração no segmento de transformação, com queda da demanda no mercado interno, motivou o resultado apurado. As horas trabalhadas na produção, por sua vez, voltaram a crescer. No que se refere ao mercado de trabalho, o indicador de emprego apresentou pequena queda, ao passo que a massa salarial cresceu. Esses desempenhos são explicados pelo pagamento de participação nos lucros e resultados de empresas do setor referentes ao exercício de 2021.


Economia global

Em decorrência, principalmente, do conflito entre Rússia e Ucrânia, a Gerência de Economia da FIEMG pondera que é esperada uma desaceleração do crescimento econômico global. As pressões nas cadeias de suprimentos, com a falta de peças e insumos fundamentais à produção, e de transportes, com o encarecimento dos combustíveis e a escassez de containers, também devem contribuir para a perda de ímpeto da atividade econômica. No cenário brasileiro, traz ainda a Pesquisa Indicadores Industriais (Index), as incertezas geradas pela proximidade das eleições, o desemprego elevado, a conjuntura inflacionária eo  aumento das taxas de juros são pontos de atenção adicionais em 2022.

Fonte: FIEMG


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.