AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Luvannor marca, Cruzeiro vence Londrina em BH e entra no G4 da Série B

Luvannor recebeu assistência de Edu e fez o gol da vitória do Cruzeiro sobre o Londrina


O Cruzeiro entrou no G4 da Série B ao vencer o Londrina por 1 a 0, nesta terça-feira, no Mineirão, pela 4ª rodada da Série B. O tento da vitória foi marcado pelo atacante Luvannor, aos 21 minutos do segundo tempo. Ele recebeu assistência do artilheiro Edu após o goleiro Matheus Nogueira vacilar na saída de bola dentro da pequena área. O resultado fez a Raposa alcançar o 4º lugar, com sete pontos - três a menos que o líder, Bahia (10), e a um de Chapecoense e Sport, segundo e terceiro colocados (8).

Para seguir em 4º, o Cruzeiro torce pelo empate entre Operário e Grêmio - que medem forças nesta quarta-feira, às 19h, no estádio Germano Kruger, em Ponta Grossa - e para que o Criciúma não vença o Guarani - às 21h, no Brinco de Ouro, em Campinas.

Paranaenses, gaúchos e catarinenses somam quatro pontos e têm chances de ultrapassar os mineiros. A Ponte Preta também pode superar a Raposa, porém precisa ganhar do Vasco por dois gols de diferença em São Januário, no Rio de Janeiro, às 21h30.

No sábado (30), às 19h, a Raposa visitará a Chapecoense, na Arena Condá, em Chapecó. Se vencer, terminará a 5ª rodada à frente do concorrente direto e terá tranquilidade no regresso a Belo Horizonte, no dia 8 de maio (domingo), às 16h, contra o Grêmio. 

O jogo 

O técnico Paulo Pezzolano alterou o esquema tático do Cruzeiro do 4-3-3 para o 3-4-3. O escolhido para sair foi Rômulo, criticado por cometer um pênalti no empate por 1 a 1 com o Tombense, sábado, em Muriaé. No lugar dele, o comandante escalou o uruguaio Leonardo Pais, além de manter Rafael Santos na esquerda. O trio de zaga teve Zé Ivaldo, Oliveira e Eduardo Brock, enquanto o meio-campo contou com Willian Oliveira e Neto Moura. Luvannor, Jajá e Rodolfo começaram no ataque. 

O Cruzeiro dominou as ações no primeiro tempo e chegou a contabilizar 70% de posse de bola, de acordo com o SofaScore. No entanto, faltou calma e tranquilidade na definição das jogadas. Rodolfo, por exemplo, finalizou algumas vezes em cima da defesa adversária, enquanto Rafael Santos, bastante acionado na ponta esquerda, insistiu nos cruzamentos da intermediária e levou bronca de Pezzolano em razão das falhas. 

Quem assustou na etapa inicial foi o Londrina. Após “cochilo” de Rafael Santos, Gabriel Santos escapou pela direita, acelerou a passada em direção à meta cruzeirense e acabou derrubado por Eduardo Brock, que tomou cartão amarelo. Na cobrança da falta, Caprini soltou a bomba de pé esquerdo, e Rafael Cabral mostrou tempo de reação ao espalmar a bola à linha de fundo. 

Diante da dificuldade do setor ofensivo, os torcedores celestes pediram a entrada de Edu, autor de 11 gols em 2022, que estava no banco de reservas após se recuperar de lesão na coxa direita. Pezzolano recorreu inicialmente a Daniel, que entrou em campo no segundo tempo e fez ótima jogada aos 6 minutos: livrou-se da marcação de João Paulo e chutou com força de canhota no travessão. 

Aos 12 minutos, Luvannor tentou driblar dois defensores do Londrina e caiu na grande área pedindo pênalti. O árbitro Douglas Schwengber da Silva interpretou o lance como simulação e deu cartão amarelo ao camisa 90. Na sequência, o Londrina encaixou um contragolpe e marcou com Douglas Coutinho. Para a sorte do time da casa, o árbitro de vídeo Rodrigo D’Alonso Ferreira apontou impedimento de Caprini na ponta direita.


Super Esportes

 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.