AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Maior campeão, Cruzeiro tenta superar últimas campanhas na Copa do Brasil



Maior campeão da Copa do Brasil, com seis títulos, o Cruzeiro tentará superar as campanhas de 2020 e 2021, quando foi eliminado na terceira fase por CRB e Juazeirense. O rival de 2022 é o Remo, cujo confronto de ida será nesta terça-feira, às 21h30, no estádio Baenão, em Belém-PA. A volta ainda não tem data confirmada pela CBF, mas deve ocorrer em 11 ou 12 de maio, no Mineirão, em Belo Horizonte. 

Em 2021, o Cruzeiro voltou a encarar o São Raimundo-RR na primeira fase e novamente se classificou com um empate, dessa vez por 1 a 1. Depois, bateu o América-RN por 1 a 0, na Arena das Dunas, em Natal. Na terceira fase, venceu a Juazeirense no jogo de ida, por 1 a 0, mas perdeu na volta pelo mesmo placar. Nos pênaltis, sofreu revés por 3 a 2. 

Os fracassos de 2020 e 2021 fugiram do histórico vitorioso do clube no torneio. Além dos troféus em 1993, 1996, 2000, 2003, 2017 e 2018, o time foi vice em 1998 e 2014 e chegou às semifinais em 2005, 2016 e 2019. 

Embora não seja favorito em 2022, o Cruzeiro quer ir longe na Copa do Brasil tanto pelo sucesso esportivo quanto pelo retorno financeiro. Até aqui, o time embolsou R$ 4,67 milhões nas três fases. Caso vá às oitavas, receberá mais R$ 3 milhões e acumulará R$ 7,67 milhões. 

Os comandados do técnico Paulo Pezzolano obtiveram duas vitórias com tranquilidade. Na primeira fase, goleou o Sergipe por 5 a 0, no estádio Batistão, em Aracaju. Na segunda fase, fez 3 a 0 em cima do Tuntum, no estádio Rafael Seabra, em Tuntum, no interior do Maranhão.  

O ponto de atenção é a ausência dos artilheiros de 2022. Autor de 11 gols em 14 jogos, Edu sofreu lesão na coxa direita e desfalcará a equipe nos próximos compromissos. Já Vitor Roque (6 gols em 11 partidas) se transferiu para o Athletico-PR por R$ 24 milhões. Ambos balançaram a rede três vezes na Copa do Brasil.  

Em compensação, a Raposa tem novidades na delegação que viajou a Belém: os recém-contratados Gabriel Mesquita (goleiro), Zé Ivaldo (zagueiro) e Jajá (atacante), além do meia João Paulo, que se dedicou a trabalhos de reforço muscular nos últimos dias. 


Super Esportes


foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.