AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Maior produtor do mundo, Minas Gerais é protagonista no Dia Mundial do Café



Nesta quinta-feira, 14 de abril, Dia Mundial do Café, os mineiros têm muito o que comemorar. Se Minas Gerais fosse um país, o estado seria o maior produtor de café do mundo. A relevância no cenário internacional é uma história de muitos capítulos, desde o aumento significativo da produtividade nas últimas décadas e o avanço no uso de tecnologias, passando pela mudança de comportamento em relação ao hábito de consumir a bebida até a conquista de novos mercados com a produção de cafés certificados.

“Café é oportunidade, satisfação, realização, alegria. Café é vida”. Com essas palavras e entusiasmo, a cafeicultora Carmem Lúcia de Brito, do município de Três Pontas, define a importância da cafeicultura para as famílias que dependem da atividade.

Carmem Lúcia está entre as cem mulheres mais importantes do agronegócio do país, segundo a Forbes Brasil, uma das revistas mais conceituadas de economia e negócios do mundo. Detalhe que, mesmo com toda a expertise, a produtora continua sendo atendida pela Emater-MG, por meio do programa Certifica Minas Café, o primeiro selo de certificação de propriedades cafeeiras do Brasil emitido por uma instituição governamental.

“Pensar o agro mineiro e não pensar na Emater-MG não tem jeito. O apoio e a assistência que recebemos foi primordial para nós entregarmos nosso café para várias partes do mundo”, reconhece a produtora, uma das primeiras certificadas no estado.

O programa

O Certifica Minas Café tem adesão voluntária e o objetivo de assegurar a produção dentro de critérios de sustentabilidade socioeconômica e ambiental, além de trabalhar melhorias na produtividade e na qualidade do grão.

Atualmente, são 651 propriedades cafeeiras certificadas no estado. Do total, 209 são de agricultores familiares, que têm adesão gratuita ao programa. Dentre as vantagens para o produtor podem ser destacadas a organização da gestão da propriedade e a melhora dos processos produtivos, resultando em uma produção de maior qualidade, além de abrir oportunidades de acesso a

O café em Minas (2021)

Produção: 22,1 milhões de sacas
Área: 1,3 milhão de hectares
Municípios: 451 municípios (com lavouras acima de 10 hectares)
Exportação: US$ 4,4 bilhões (Principal produto de exportação do agro mineiro)
Mercado Mundial: Exportado para 93 países
N° de Cafeicultores: 45.109

Fonte: 


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.