AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Pesquisa da Aciv mostra que empresários estão confiantes para o próximo trimestre

Foto: Ilustração / Google


 A Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e Serviços de Varginha realizou no final do mês de março uma pesquisa para medir o Índice de Confiança do Comércio de Varginha.

O questionário tem o objetivo identificar o nível de confiança do empresariado de Varginha, em situação atual e futura, para trazer informações para tomada de decisão das empresas locais.

A pesquisa foi respondida por 211 empresários de 36 segmentos e abordou os temas: venda, inadimplência, segmento empresarial,   investimentos, contratações e economia nacional.


Volume de vendas

O volume de vendas atual foi considerado normal por 60% dos entrevistados. Seguido de baixo por 28,57% e alto por 11,43%.

Para o futuro, 45,71% acreditam que as vendas devem continuar normais, 34,29% que as vendas aumentarão e 20% que as vendas diminuirão.

“Podemos ver com esses números que o cenário atual está estável, mas para o futuro a quantidade de empresários que acreditam em um aumento nas vendas triplicou. Essa confiança fomenta o comércio de diversas maneiras”, disse o presidente da ACIV, Anderson Martins.


Inadimplência

A inadimplência atual se manteve dentro do esperado, sendo considerada normal por 54,29% dos entrevistados, alta por 25,71% e baixa por 20%.

Para o futuro os números mantiveram praticamente os mesmos. 65, 71% esperam que a inadimplência deve manter como o esperado, 20% acreditam que a inadimplência não vai baixar e 14,29% que ela vai baixar.


Confiança no segmento

O terceiro item da pesquisa é sobre a confiança do empresário no seu segmento. Grande parte dos entrevistados, 42,86% disseram que está bom, 37,14% que está normal e 20% que está ruim.

Para o futuro a expectativa é ainda melhor. 65, 71% acreditam que o seu segmento estará melhor que atualmente, 34,43% que estará normal e apenas 2,86% que estará ruim.


Investimento

O nível de investimento atual e futuro é outro item da pesquisa. Quando perguntado qual o nível atual de investimento, apenas 11,43% disseram ser alto, seguido de 40% que disseram ser normal e 45,57% que disseram ser baixo.

Para o próximo trimestre esses números ficam melhores, sendo que 31,43% disseram que pretendem fazer algum tipo de investimento, seguido de 34,29% que vão manter o investimento atual e 34,29% que não pretendem investir.


Contratação

Outro dado positivo é a contratação de funcionários e esse item serve para as pessoas desempregadas, pois os números mostram um crescimento para o próximo trimestre.

Considerando o cenário atual, 17,14% admitiram colaboradores na sua empresa, 77,14% mantiveram e apenas 5,71% demitiram.

Para o futuro 34,29% pretendem admitir novos funcionários, 62,86% pretendem manter o quadro atual e apenas 2,86% pensam em demitir.

“Esses dados do emprego servem para toda a população, indicando que haverá muitas contratações no próximo trimestre e todos devem ficar atentos”, destacou Anderson.


Economia Nacional

A economia nacional também apresentou perspectivas de leve melhora. Quando perguntado como o empresário percebe a situação da economia nacional atualmente, 60% disseram estar ruim, 25,71% normal e apenas 14,29% boa.

Para o futuro 45,71% acreditam que a economia ainda estará ruim, 37,14% que estará normal e 17,14% que estará boa. Um crescimento de 2,85% no otimismo para economia nacional no próximo trimestre.

“Os números mostram que, de forma geral, o empresário está mais confiante no futuro. Tendo em vista esses resultados, estamos perto de uma retomada que gerará emprego e renda pra nossa população”, finalizou Anderson.

Fonte: Aciv


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.