AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Sete em cada 10 pequenos negócios em Minas Gerais pretendem investir em 2022



Sete em cada 10 Microempreendedores Individuais (MEI) e empresários de micro e pequenas empresas (MPE) de Minas Gerais pretendem investir em projetos de expansão ou melhoria dos negócios ao longo de 2022. E mais de um terço deles (35%) espera iniciar as ações já em junho. As áreas de produção e marketing concentram as maiores expectativas de investimento, 54% e 46%, respectivamente, seguidas por tecnologia e estratégia, com 25% e 23%, além de finanças, com 20%.

Os dados são da pesquisa Expectativas de Investimentos nos Negócios 2022, realizada pelo Sebrae Minas. O levantamento foi feito entre os dias 10 e 21 de janeiro, com 1.171 empreendedores.

Os resultados confirmam as expectativas apontadas pela pesquisa Índice Sebrae de Confiança dos Pequenos Negócios (ISCON) de fevereiro. "Houve uma elevação no nível de confiança dos donos de pequenos negócios do estado em suas atividades em relação ao segundo trimestre, mas é bom lembrar que ambas as pesquisas ainda não refletiam os impactos do conflito na Ucrânia na economia mundial", explica a economista Paola La Guardia, analista da Unidade de Inteligência Empresarial do Sebrae Minas.

O segmento com o maior percentual de empreendedores dispostos a expandir ou aprimorar os negócios este ano é o das Microempresas (ME), seguido pelas Empresas de Pequeno Porte (EPP) e MEI, com 73,6%, 64,8% e 62,4% dos entrevistados, respectivamente, inclinados a investir.

Os empresários da Indústria são os mais otimistas: quase 70% pretendem melhorar alguma área do negócio este ano. Comércio vem em segundo lugar (67,3%), seguido de Serviços (64,8%) e da Construção Civil (62,9%). "As expectativas otimistas se justificam pela melhora geral dos números da pandemia de covid-19, que possibilitou a retomada de diversas atividades presenciais, com resultados positivos nas vendas", destaca Paola La Guardia.

 

Foco em equipamentos

Quase metade dos entrevistados (46%) pretende investir em equipamentos (maquinários, ferramentas ou instrumentos) para alcançar as metas planejadas para 2022. Um terço planeja investir na capacitação dos empregados, no desenvolvimento das habilidades de liderança e no aprimoramento do uso de ferramentas gerenciais.

Em menor número, 28% querem ampliar o espaço físico da empresa e 24% avaliam a aquisição e/ou aprimoramento do uso de softwares.

Fonte: Sebrae Minas

 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.