AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Bolsonaro considera lucro da Petrobras 'abusivo': 'Isso é um crime inadmissível'



Exaltado durante a live transmitida nas redes sociais desta quinta-feira (5), o presidente Jair Bolsonaro disse que não entende os lucros da Petrobras durante a crise da pandemia e guerra na Ucrânia. 

"Pode ser que eu esteja equivocado, mas não posso entender a Petrobras durante crise da pandemia e agora guerra lá fora, a Petrobras faturar horrores. O lucro da Petrobras é maior com a crise, isso é um crime, é inadmissível", afirmou o presidente. 

A estatal divulgou pouco tempo antes que registrou lucro de R$ 44,5 bilhões no primeiro trimestre deste ano, um resultado 3.718,4% maior do que o lucrado no mesmo período do ano passado, quando a estatal alcançou faturamento de R$ 1,1 bilhão. 

Na sequência da live, o presidente citou alguns exemplos de petroleiras estrangeiras que, de acordo com ele, reduziram a margem de lucro para favorecer a economia local. 

"Agora quem paga a conta desse lucro? É a população brasileira e você [referindo-se a si mesmo] não tem como interferir legalmente na Petrobras. Muitas petroleiras mundo afora reduziram o preço, baixaram a margem de lucro para ajudar o país a não quebrar", disse. 

Já aos gritos, Bolsonaro apelou para que a estatal não aumente o preço dos combustíveis. "O Brasil, se tiver mais um aumento de combustível, pode quebrar e o pessoal da Petrobras não entende ou não quer entender, só estão de olho no lucro." 

"Sei que (a Petrobras) tem acionistas. Mas quem são os acionistas? Fundos de pensões dos Estados Unidos. Nós estamos bancando pensões gordas nos Estados Unidos. Petrobras, estamos em guerra. Petrobras, não aumente mais o preço dos combustíveis. O lucro de vocês é um estupro, é um absurdo. Vocês não podem aumentar mais os preços dos combustíveis", acrescentou Bolsonaro. 

Mais para o fim da live, o chefe do Executivo federal afirmou que vai nesta sexta-feira (6) para a Guiana acompanhado do presidente da Petrobras e o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque. A Guiana, segundo o presidente, descobriu reservas de petróleo e a estatal brasileira pretende participar desse mercado. 

Dirigindo-se ao ministro Albuquerque, ao presidente da petroleira José Mauro Coelho e diretores, Bolsonaro arrematou: "Vocês não podem aumentar o preço do diesel. Eu não estou apelando, estou fazendo uma constatação, levando em conta o lucro abusivo que vocês têm. Vocês não podem quebrar o Brasil". 


O Tempo


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.