AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Contra inflação, governo anuncia corte de imposto para importação de produtos

Foto: Geraldo Magela / Agência Senado


O Ministério da Economia anunciou nesta quarta-feira (11) o corte do imposto de importação de alguns produtos. É mais uma tentativa de o governo frear a disparada da inflação. 

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial no Brasil, subiu 1,06% em abril. É a maior taxa para o mês desde 1996. Com isso, no acumulado de 12 meses, a alta chega a 12,13%.  

Em nota, o Ministério da Economia diz que a redução nas tarifas de importação foi decidida em reunião do Comitê-Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior (Gecex/Camex). 

Confira a lista dos produtos que terão imposto reduzido:

- carnes desossadas de bovino congeladas, de 10,8% a zero; 

- pedaços de frango, de 9% para zero; 

- farinha de trigo, de 10,8% para zero; 

- trigo, de 9% para zero; 

- bolachas e biscoitos, de 16,2% para zero; 

- outros produtos de padaria e pastelaria, de 16,2% para zero; 

- produtos do aço, vergalhões (CA 50 e CA 60), de 10,8% para 4%; 

- ácido sulfúrico, de 3,6% para zero; 

- mancozeb técnico (fungicida), de 12,6% para 4%; 

- milho em grãos, de 7,2% para zero. 


Apenas Turquia e Brasil tem taxas de dois dígitos de inflação, juros e desemprego 

O Brasil é um poucos países com taxas de dois dígitos de inflação, juros e desemprego.  

Entre as grandes economias do mundo, só a Turquia vive tal situação, segundo levantamento da agência de classificação de risco Austin Rating. 

Argentina e Rússia também estão no topo dos rankings das maiores taxas de inflação e de juros básicos do mundo, mas mantêm um desemprego abaixo de dois dígitos.  

Já a África do Sul e a Espanha possuem desemprego superior ao do Brasil, mas inflação e juros bem menores. 

O levantamento reúne os dados mais atualizados de 23 países, que representam 81,4% do PIB global, além das taxas da zona do euro.


O Tempo


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.