AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Cruzeiro alcança quatro jogos sem sofrer gols e confirma solidez defensiva

foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A.Press



Sob o comando do técnico Paulo Pezzolano, o Cruzeiro retomou a confiança e vem se destacando nas últimas apresentações na temporada. Com quatro vitórias seguidas, entre jogos da Série B do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil, o time vem conseguindo ser mais seguro dentro de campo. Reflexo disso é a sequência de quatro partidas sem levar gols, o que não acontecia há mais de um ano. 

A última vez que o Cruzeiro ficou tantos jogos sem ser vazado foi em abril de 2021. Na ocasião, a Raposa iniciou a série de cinco partidas invictas no empate com o Tombense, por 0 a 0, no Mineirão, em Belo Horizonte, pela 6ª rodada do Campeonato Mineiro.  

Depois disso, o clube celeste ampliou a marca nas vitórias sobre Boa Esporte (1 a 0), no Melão, em Varginha; Coimbra (2 a 0), no Independência, em BH; e Atlético (1 a 0), no Gigante da Pampulha - todos pelo Estadual. Além delas, derrotou o América-RN, por 1 a 0, no duelo válido pela 2ª fase da Copa do Brasil. 

A evolução no setor defensivo do Cruzeiro atual é um dos pontos-chave orientados por Pezzolano. Para que a Raposa alcance as vitórias necessárias para continuar sonhando com o principal objetivo do ano, que é o aceso à Primeira Divisão, o treinador teve que fazer alguns ajustes na equipe.  

Coincidentemente, essa invencibilidade da zaga acontece depois da mudança do esquema de jogo feita pelo técnico uruguaio. Desde o triunfo diante do Londrina, por 1 a 0, no Mineirão, pela 4ª rodada da Série B, o Cruzeiro vem atuando com três defensores, dois alas, dois meias e três atacantes (3-4-3). 

De lá para cá, a Raposa venceu Chapecoense (2 a 0), na Arena Condá, em Chapecó e Grêmio (1 a 0), também no Mineirão, todos pelo torneio de pontos corridos. Em nenhuma dessas partidas, a defesa levou grandes sustos. 

No triunfo por 1 a 0 diante do Remo, nessa quinta-feira (12), no Horto, que valeu a classificação às oitavas de final da Copa do Brasil, a história se repetiu. O Cruzeiro conseguiu imprimir seu ritmo ofensivo e, praticamente, anulou as investidas do adversário

"Em alguns momentos sofremos com a transição (defensiva), mas é normal. O volume de jogo tivemos. No segundo tempo, a paciência eu gostei mais. Havia muito mais paciência. O tempo foi passando e seguimos com paciência. Isso eu gostei. Os jogadores estão convencidos do que estão fazendo", avaliou Pezzolano


Sequência de vitórias em 2021 

Essa, no entanto, não é a primeira vez que o Cruzeiro chega a quatro vitórias seguidas na temporada. No início do Mineiro, o time estrelado derrotou Caldense (2 a 1), Democrata-GV (1 a 0), Tombense (3 a 0) e Uberlândia e emplacou um ótimo início de campeonato estadual.  

Depois disso, a Raposa ainda teve um empate com o Villa Nova (2 a 2) e um triunfo diante do Sergipe (5 a 0), pela 2ª fase da Copa do Brasil. 

Apesar da invencibilidade durante esse período, a defesa não conseguiu se manter ilesa. 

Agora, o time celeste volta suas atenções para a Série B, competição em que é o vice-líder, com 13 pontos em seis jogos. O próximo compromisso é diante do Náutico, no domingo, às 16h, no Aflitos, no Recife, em Pernambuco. Se não sofrer gol, o Cruzeiro igualará a marca de 2021.


Super Esportes


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.