AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Ex-funcionário da Prefeitura de Perdões é condenado a 9 anos de prisão por morte de jovem de 23 anos

 

Foto: Redes Sociais

O ex-funcionário comissionado da Prefeitura de Perdões, Luan Carlos Pimenta, foi condenado pela Justiça a 9 anos e quatro meses de prisão em regime fechado pela morte de Thalisa Micaelle Gomes da Silva, de 23 anos. O crime aconteceu em dezembro do ano passado em Perdões (MG).

O júri de Luan Carlos Pimenta aconteceu na última quarta-feira (25) e só terminou mais de 10 horas de julgamento. Ao todo, 14 testemunhas foram ouvidas. O homem foi condenado por homicídio qualificado, por motivo fútil e por dificultar a defesa da vítima.

Thalisa Micaelle Gomes da Silva morreu após ser baleada perto de um bar. A mãe dela, de 41 anos, também foi baleada, mas sobreviveu. Luan era funcionário da prefeitura.

Segundo a PM, a discussão entre o suspeito e as vítimas começou depois que o homem de 30 anos jogou uma bombinha perto de uma delas em um bar onde eles estavam. Segundo relato da mãe para os policiais, ela teria ido reclamar com o suspeito, que disparou contra ela e a filha.

A mulher de 41 anos foi atingida com um tiro acima do peito esquerdo. Já a jovem Thalisa Micaelle Gomes da Silva, de 23 anos, foi atingida com três disparos, sendo um na bochecha e dois nas costas. As duas foram encaminhadas para o hospital, mas Thalisa não resistiu aos ferimentos e morreu.

Fonte: G1




 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.