AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Frio embeleza atrativos naturais e aquece o turismo no Sul de Minas



Uma xícara de café acompanhada com um pão de queijo saindo do forno ou uma grande caneca de chocolate quente, aliados à hospitalidade mineira, fazem do Sul de Minas um dos destinos turísticos mais procurados do país durante a temporada de inverno. Oficialmente, o inverno só começa no dia 21 de junho, mas a onda de frio que invadiu o Estado na última semana, já derrubou as temperaturas, o que pode ser uma arma a parte para aquecer ainda mais o turismo na região.

Diversos destinos como Delfim Moreira, Monte Verde (distrito de Camanducaia), Poços de Caldas, Bueno Brandão e Gonçalves oferecem atrativos naturais e culturais que costumam chamar atenção de visitantes nesse período. E em 2022 não será diferente; as cidades já estão preparadas para receber visitas, principalmente para alavancar o turismo após dois anos intensos de pandemia.

 

Delfim Moreira

Situada na Serra da Mantiqueira, na divisa com São Paulo, Delfim Moreira é uma cidade rodeada por serras e montanhas, onde predominam as matas de araucária. O clima frio, as belas paisagens serranas e o povo hospitaleiro convidam para um passeio inesquecível na cidade.

Cachoeiras e quedas d”água atraem muitos visitantes ao destino no verão, mas, no inverno também são ótimos lugares para fotografias e piqueniques. Algumas são escolhidas por aqueles que procuram uma aventura mais radical. Em outras, o turista conta com infraestrutura de visitação.

Enquanto o turismo rural e o ecoturismo costumam aquecer a economia de Delfim Moreira, com 14 meios de hospedagem que se distribuem entre hotel, pousada urbana e rural, camping rural, e um antigo mosteiro; totalizando aproximadamente 504 leitos.

A gastronomia não fica atrás e tem a produção de trutas como um dos principais atrativos da cidade. O município é também procurado por aqueles que buscam momentos de relaxamento e espiritualidade.

Na madrugada desta quarta-feira (18/05), Delfim Moreira registrou geada no bairro Charco, que chegou a registrar -1,5°C de temperatura por volta das 7h.

Fazenda Hotel Serra Bonita.

 

Monte Verde

Destino super charmoso e aconchegante, Monte Verde tem lugares e opções em grande variedade para os amantes da natureza e casais apaixonados, que procuram o ponto para aproveitar as baixas temperaturas e se aconchegarem em frente à lareira tomando um bom vinho.

Distrito de Camanducaia, Monte Verde fica na divisa de Minas Gerais e São Paulo e já recebeu os títulos de “melhor destino de inverno” e “melhor destino de romance” do país.

O frio já é, normalmente, a alta temporada para os hotéis e pousadas do distrito, que oferecem lareira, fondue, vinho e o acolhimento nos chalés encravados na Serra da Mantiqueira. E a previsão de frio para este ano fez a busca por hospedagem aumentar na cidade em 30% em Monte Verde, segundo a MOVE (Agência de Desenvolvimento de Monte Verde e Região).

Monte Verde se prepara agora para 65 dias de muito frio.

Monte Verde tem cerca de 10 mil leitos de hospedagem. Em julho, acontece o Festival de Inverno de Monte Verde, com diversos espetáculos culturais de teatro, dança, música e circo.

“Além do setor de hospedagem, as empresas de passeio também registraram um aumento no número de interessados nos últimos dias. Por isso, é importante que quem deseja aproveitar o frio em Monte Verde, já faça sua reserva com antecedência”, afirma Rebecca Wagner, presidente da MOVE. Para auxiliar o turista, o portal Visite Monte Verde possui uma lista de hospedagens, passeios e atrações da região.

A gastronomia é um dos pontos altos de Monte Verde, com opções para todos os paladares, da tradicional cozinha mineira a delícias da culinária europeia, passando por criações dos chefs locais que valorizam os ingredientes da região, muitas vezes cultivados organicamente.

Monte Verde se prepara agora para 65 dias de muito frio, atrações e uma grande movimentação de turistas. Entre 11 de junho e 14 de agosto, a vila vai promover três eventos: Amor nas Montanhas, Inverno nas Montanhas e Gastronomia Mineira nas Montanhas, todos organizados pela MOVE. A expectativa é receber cerca de 600 mil pessoas e movimentar R$ 200 milhões na economia.

Monte Verde, um dos principais destinos turísticos do Sul de Minas.

 

Gonçalves

Além da beleza natural, a gastronomia local é um dos principais atrativos de Gonçalves, onde os visitantes encontram várias opções de bares, cafés, pizzarias e padarias. É um ótimo lugar para curtir o friozinho com um bom vinho, lareira e uma hidromassagem quentinha.

Há cerca de 30 pousadas em Gonçalves e todas elas ficam na zona rural, em meio à natureza. Os dias de inverno reservam lindos espetáculos, com noites cheias de estrelas, manhãs com geadas na relva e tarde de céu azul.

Considerada a Pérola da Mantiqueira, a cidade é favorecida com cachoeiras de águas cristalinas, rios e picos que chegam até 2.100 metros de altitude. Além disso, casarões antigos chamam a atenção dos visitantes.

Embora pertença a Minas Gerais, os paulistas são o público cativo da cidade.

Embora pertença a Minas Gerais, os paulistas são o público cativo da cidade que fica a 1.250 metros de altitude. Gonçalves tem boas alternativas para lanches no meio da tarde e esticadas após o jantar.

A 2.250m de altitude, a Pedra São Domingos permite avistar Campos do Jordão, Monte Verde e a região de Pouso Alegre em dias abertos. A da Pedra Bonita é indicada para quem tem bom condicionamento físico, já que o pico, de onde é possível enxergar Gonçalves e Campos do Jordão, fica a 2.120 m.

E para chegar ao topo da Pedra do Forno, a 1.971 m, o turista percorre um bosque de araucárias e riachos em cerca de três horas, mas de lá dá para avistar dois cartões-postais da região, as pedras do Baú, em São Bento do Sapucaí, e Chanfrada, além da cidade de Gonçalves.

Piuntura do “Mural das Honrarias” em Goncalves, MG, em homenagem a Congada. Autoria do artista Diogo Mouro, assitente Livia Bella.
Pedra do Forno.

 

Poços de Caldas

Poços de Caldas fica a 1.300 metros de altitude e é uma bela oportunidade para os turistas se encantarem com os atrativos naturais e também nos diversos cafés e restaurantes da cidade, que oferecem pratos típicos de clima de montanha.

Além do passeio pelo centro da cidade, apreciando os charmosos cafés e o comércio local, o turista pode ainda relaxar nos balneários da cidade. O maior e mais famoso, as Thermas Antonio Carlos, oferece banhos com águas sulfurosas a 37ºC e diversos outros serviços. Também no balneário dr Mário Mourão o turista pode relaxar nas banheiras com águas sulfurosas. As famosas águas termais brotam em fontanários espalhados pelo centro da cidade e podem chegar à superfície a 45ºC.

Mas, se o turista quiser sair da cidade e conhecer de perto a fabricação de doces caseiros, queijos de alto padrão, azeites premiados internacionalmente, cafés de origem vulcânica, degustar uma cachaça local e apreciar belas orquídeas, pode optar por um dos roteiros do Turismo Rural, organizados pela Secretaria Municipal de Turismo.

Serra de São Domingos.

Outro passeio imperdível é subir a Serra de São Domingos e admirar a bela vista com um incrível por do sol, em suas cores típicas dos dias mais frios. O acesso pode ser feito por carro ou pela trilha na mata. Para completar a aventura, os mais corajosos poderão fazer um voo duplo de paraglider, na rampa que fica do lado oposto à estátua do Cristo Redentor.

No final de semana, a cidade se agita com diversas atrações culturais. Na praça central, o coreto se anima, a partir de 20h, com samba para todas as idades e no sábado tem forró, pra aquecer a noite!

Já no Museu Histórico e Geográfico, a exposição “Viva São Benedito” pode ser conferida até 3 de julho, nos seguintes horários: de 10h às 16h durante a semana; de 14h às 17h aos sábados e de 10h às 13h aos domingos. No final de semana haverá ainda programação especial alusiva à Festa de São Benedito, que aconteceu na cidade na primeira semana de maio. No sábado, dia 21/5, às 15h, acontece uma Roda de Conversa com o tema “São Benedito e Poços de Caldas” . Já no domingo, às 10h, haverá um encontro dos Ternos de Congos e grupo de Caiapós. 

Outro passeio imperdível é subir a Serra de São Domingos e admirar a bela vista com um incrível por do sol, em suas cores típicas dos dias mais frios. O acesso pode ser feito por carro ou pela trilha na mata. Para completar a aventura, os mais corajosos poderão fazer um voo duplo de paraglider, na rampa que fica do lado oposto à estátua do Cristo Redentor.

Museu Histórico e Geográfico.

 

Bueno Brandão

Num cantinho das Minas Gerais, nas cristas da Mantiqueira, encontra-se Bueno Brandão. Clima ameno na maior parte do ano, fontes de águas cristalinas, cachoeiras inesquecíveis e uma população, que no seu jeito interiorano de ser, torna-se extremamente receptiva.

Quem gosta de cachoeiras, rios e cascatas certamente vai amar Bueno Brandão. O município é cercado de belezas naturais e paisagens perfeitas para contemplar, tirar fotos ou aproveitar com a família. Então o visitante poderá fazer uma trilha no início do dia e ao final visitar um dos mirantes da cidade, contemplando as paisagens.

Dentre as atividades oferecidas estão passeios de jipe, cavalgadas, rapel, canyoning, arvorismo, tirolesa e acqua ride. A Pedra do Bueno, Pico da Torre e Mirante do Cristo são boas opções.

A Prefeitura Municipal de Bueno Brandão, através dos Departamentos de Cultura e Turismo, apresenta o INVERNO NAS MONTANHAS 2022, com uma programação especial que vai de julho à agosto. Confira abaixo o que já está confirmado na cidade:

  • 01 de julho a 07 de agosto: Exposição na Casa do Artesanato: Tecendo histórias, através do bordado”
  • 01 de julho a 07 de agosto: Exposições no Casarão Villa Ramalho: Juca Ramalho e Noites Místicas (fotos de Daniel Yamaoka).
  • 01 de julho a 07 de agosto: 12° Tour Gastronômico – Sabores das Montanhas.
  • 08 a 10 de julho: 32° Arraiá do Zé Bagunça.
  • 15 a 17 de julho: 4° Canto Místico – Festival de MPB de Bueno Brandão.
  • 22 a 24 de julho: Rock Místico.
  • 29 a 31 de julho: Rock Místico.
  • 04 a 07 de agosto: Festa em louvor ao Senhor Bom Jesus da Pedra FriProgramação de Inverno.

Além disso, nas últimas semanas o Departamento de Administração e Planejamento e o Departamento de Obras da Prefeitura Municipal de Bueno Brandão deram início ao Projeto Caminho das Flores, com a instalação de várias floreiras na Rua Prefeito Domingo de Franco, Avenida Bom Jesus e Rua Vicente Alves Coutinho, na saída para Monte Sião.

Cada floreira tem 7 suportes para a colocação de 7 vasos de flores. Após a instalação das primeiras floreiras, foi dado início ao plantio das flores de vários tipos e cores, como: lantana, cravo, exora, hortênsia, margarida e outras.

“O Projeto Caminho das Flores tem como objetivo embelezar ainda mais nossa Bueno Brandão e interligar os acessos de nossa cidade, para que juntos possamos proporcionar uma Bueno Brandão mais bonita, colorida e agradável, tanto para nossa população que merece uma cidade cada vez melhor, quanto para nossos visitantes”, afirmou a Prefeitura.

Nessa primeira etapa estão sendo instaladas 60 floreiras e 420 vasos, e ao longo do tempo novas floreiras e vasos serão adquiridos e instalados nas vias de acesso da cidade.

“A parceria com os moradores das ruas onde estão sendo instaladas as floreiras é de suma importância para o sucesso do projeto, pois as flores precisam de irrigação constante neste período de estiagem, e a participação de todos é que vai fazer com que este projeto obtenha êxito em seu propósito que é deixar nossa cidade cada vez mais bonita, colorida e agradável para todos nós”, completou o Executivo.

Projeto Caminho das Flores.



 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.