AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Governador destaca atração de investimentos e geração de empregos nas comemorações do Dia da Indústria 2022

 

Foto: Gil Leonard / Imprensa MG

O governador Romeu Zema participou, na última quinta-feira (26/5), no Minascentro, em Belo Horizonte, das comemorações do Dia da Indústria 2022, cerimônia que reconhece os empresários que colaboram para o desenvolvimento de Minas Gerais e do Brasil.

Após dois anos, o evento, organizado pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), está de volta e homenageou os empresários que se destacaram em 2020, 2021 e 2022 com a entrega das honrarias: Industrial do Ano, Mérito Industrial, Comenda Ordem do Mérito da CNI e Construtor do Progresso.

Durante pronunciamento, Zema destacou a atração de investimentos e a geração de empregos nos últimos anos. “Em Minas, uma das marcas da nossa gestão é justamente a atração de investimentos. Trabalhamos para criar um ambiente de negócios atrativo e desburocratizado”, afirmou.


Emprego

De acordo com o governador, a meta inicial de atração de negócios foi ultrapassada em 51%. “São R$ 226,5 bilhões desde 2019, quando assumi o comando do Governo do Estado, entre novas empresas e ampliação de investimentos já existentes, o que representa 116 mil empregos gerados em todas as regiões”, comemorou.

O chefe do Executivo estadual reiterou que tal avanço contribui para que a meta de gerar um emprego de qualidade para cada mineiro seja cumprida. “Estamos próximos de atingir meio milhão de novos postos de trabalho no estado desde 2019, citando aqui dados do Caged, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados”, disse.


Postura

Já o presidente da Fiemg, Flávio Roscoe, elogiou a postura do Governo de Minas no enfrentamento dos inúmeros desafios dos últimos anos, sobretudo a pandemia de covid-19.

“Enquanto apoiávamos com diversas iniciativas para a preservação da vida de nossos mineiros, atuamos em conjunto com o Governo de Minas para que a indústria fosse considerada atividade essencial. Esse movimento permitiu que a população não fosse desabastecida com produtos básicos, essenciais para a continuidade da vida”, disse.

O dirigente industrial também citou o importante processo de desburocratização da legislação mineira. “Não poderia também deixar de citar todo o nosso empenho e trabalho para desburocratizar cada vez mais o nosso estado de Minas Gerais”, afirmou. “Encontramos nestes quatro anos um ambiente favorável, um governo que favorece o diálogo, que atua de forma técnica e ética. Um governo que entende que é preciso reduzir o seu tamanho, ser mais ágil e atrativo para empreendedores, investidores. E isso, governador Romeu Zema, se traduziu em uma atração recorde de investimentos para o nosso estado”, concluiu.


Solidez

De acordo com a Fundação João Pinheiro (FJP), o Produto Interno Bruto (PIB) da indústria mineira, no ano passado, foi de R$ 240 bilhões, respondendo por 30% do PIB mineiro.

A extração mineral foi a atividade que apresentou a maior expansão no acumulado do ano (15%), seguida da construção civil, que registrou crescimento de 12%. Conforme o Ministério da Economia, o setor empregou 1,1 milhão de trabalhadores no estado, em 2020, representando 24% dos empregos formais.

As principais atividades industriais em Minas são: construção, extração de minerais metálicos, metalurgia e alimentos, representando 69% da produção industrial mineira.

Ainda segundo dados do Ministério da Economia, a indústria é o setor responsável pela maior parcela das exportações de Minas Gerais, respondendo por 80% dos embarques. Em 2021, o segmento exportou US$ 31,5 bilhões, principalmente para a China, Estados Unidos, Europa e Argentina.


Minascentro

A solenidade também marcou a reabertura oficial do Minascentro, tradicional espaço de eventos da capital mineira. O edifício foi erguido em 1926. Em 2016, a Codemge assumiu a gestão.

O Centro de Convenções foi fechado em 2018, temporariamente, para obras estruturais e de modernização do prédio. Foram investidos R$ 30 milhões pelo Estado.

Entre as melhorias promovidas no local estão: substituição das instalações elétricas e instalação de sistema LED; recuperação de banheiros e rede hidráulicas; acessibilidade; sistema de segurança; climatização; recuperação do mobiliário; carpetes; fachadas; e pintura.


Concessão

Após a reforma, em 2019, o Governo de Minas, realizou a concessão do Minascentro para a iniciativa privada. 

O pregão teve como vencedor o Consórcio Chevals/Perfil. O contrato prevê receitas para a Codemge de R$ 61 milhões.

A concessão também representa uma economia para os cofres públicos de R$ 1,5 milhão por ano. O período da concessão é de 15 anos, renovável por igual tempo.


Posse

Ainda durante a cerimônia, foi realizada a posse da diretoria eleita da Fiemg para o triênio 2022-2025. O atual presidente, Flávio Roscoe, foi reconduzido ao cargo para mais um mandato.

A eleição, que teve chapa única, foi realizada no fim do ano passado. Dos 134 sindicatos empresariais filiados à Fiemg, 122 votaram. A diretoria eleita contou com 119 votos. Foram dois votos branco e um nulo.

Flávio Roscoe é sócio-diretor do grupo Colortextil, um dos principais fornecedores de malhas do país, com mais de 30 anos de mercado. Entre os cargos que já ocupou estão o de diretor da federação, presidente do Conselho Fiemg Jovem e da Câmara da Indústria do Vestuário e Acessórios, ligada à entidade.

Ele também foi membro do Conselho de Indução ao Desenvolvimento do Estado de Minas Gerais (Coind) e do Conselho de Administração da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit).

Além de empresários de diversos setores, secretários de Estado e chefes das Forças de Segurança, o Dia da Indústria 2022 contou com as presenças do presidente da República, Jair Bolsonaro; do presidente da câmara, deputado Artur Lira; do presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministro Humberto Martins e o presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais, desembargador Gilson Soares Lemes, entre outros convidados.

Agraciados

Os empresários homenageados com as honrarias Industrial do Ano, Mérito Industrial, Comenda Ordem do Mérito da CNI e Construtor do Progresso foram:

Jefferson de Paula, presidente da ArcelorMittal - Ordem do Mérito da CNI 2020

Wilfred Theodoor Bruijn, CEO da Anglo American - Ordem do Mérito da CNI 2021

Fernando Caram Patrus, CEO da Liasa - Ordem do Mérito da CNI 2021

Marco Antônio Tonussi, diretor de Marketing da Tacom - Industrial do ano 2020

Sergio Leite, presidente da Usiminas - Industrial do ano 2021

Robert Carlos Lyra, presidente da Delta Sucroenergia - Industrial do ano 2022

Germano Vieira, ex-secretário de Estado de Meio Ambiente - Construtor do Progresso (Meio Ambiente)

Marco Branquinho Junior, Cia de Fiação e Tecidos Cedro Cachoeira - Construtor do Progresso (Pioneirismo industrial)

Fonte: Agência Minas




 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.