AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Nova CNH começa a ser emitida em Minas Gerais nesta quarta, 1º de junho; veja o que muda



Minas Gerais começa a emitir nesta quarta-feira (1º) o novo modelo da CNH. Mas a transição para o documento que traz uma série de mudanças será gradual, já que não há necessidade de troca imediata.

"A CNH antiga seguirá com a validade normalmente. Somente quando esse condutor for renovar a sua habilitação ou proceder qualquer alteração de dados, onde se imporá uma nova impressão, então essa nova impressão será no novo modelo", disse a delegada Maria Alice Faria.

Segundo ela, uma das principais mudanças em relação à CNH anterior é em relação à segurança. O novo modelo segue padrões internacionais. "Tem critérios que dão muita segurança em relação à validade do documento", disse.

Outras mudanças

Nome social e filiação afetiva

Outra diferença é a possibilidade da inserção do nome social ou da filiação afetiva. A delegada destaca que, para que essas informações possam ser impressas na CNH, é necessário que os motoristas tenham feito anteriormente a alteração no RG.

Tipo sanguíneo

Caso haja solicitação do motorista, também poderá constar o tipo sanguíneo.

Tipo de veículo e mais informações sobre a habilitação

A nova CNH tem predominância das cores verde e amarelo e trará uma tabela para identificar os tipos de veículos que o motorista está apto a conduzir.

A primeira coluna terá a categoria da CNH, seguida por uma imagem do automóvel e a indicação se o dono do documento está habilitado para dirigir aquele tipo de veículo.

"Também virão impressas, por meio de símbolos, toda e qualquer informação relativa àquela CNH. Se ele [condutor] possui algum curso especializado, se possui algum tipo de deficiência", exemplifica a delegada.

QR Code

Assim como já ocorre, o novo modelo também contará com QR Code para que o condutor possa acessar a versão digital do documento.

Cobrança do CRLV de 2021

Também nesta quarta-feira (1º), Minas passa a exigir o CRLV de 2021. Por causa da pandemia, o porte do documento do ano passado ainda não estava sendo cobrado.

O delegado Matheus Cobucci alerta que quem for flagrado sem a documentação do veículo exigida está sujeito à infração gravíssima, terá sete pontos somados na CNH e ainda será multado em R$ 293.

Ainda não há data definida para cobrança do CRLV de 2022, mas a previsão é que isso ocorra no último trimestre deste ano.




 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.