AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Opinião com Luiz Fernando Alfredo - 26/05/2022


 

Pesquisas eleitorais

Pesquisas eleitorais têm dois lados: o primeiro é o método científico através de entrevistas detalhadas, público alvo dividido em camadas diferenciadas da sociedade, em todos os cantos do país (pesquisa para presidente), e durante a estratificação de dados, faz-se o cruzamento, onde se verifica às tendências, econometria, considerando algumas variáveis - o resumo de obras, fidelidade de eleitores (àqueles que declaram não mudar voto), propostas e vida pregressa dos candidatos pesquisados (briefing), momentos, demandas e outros dados que estejam proeminentes (feeling) sentimento, sensação etc.; o segundo método são àqueles encomendados para apresentar o resultado desejado, a fim de cacifar um candidato e enganar os desinformados. E o pior que, a vaidade eleitoral é tão ilusória, que o próprio solicitante da fraude acredita nela, menos o Lula, senão ele estaria na Avenida Paulista desfilando.
Narramos tais fatos porque, hoje estamos numa situação quase idêntica, com pesquisas supostamente fraudadas e forçadas, contrariando às imagens que não deixam dúvidas a ninguém e muito menos aos conservadores, que são a maioria.
Além das imagens, há muitas enquetes, que não são pesquisas, mas ouvem mais de dois milhões de pessoas no Brasil todo, e apontam às preferências do povo, exatamente ao contrário, daquilo  que à mídia tradicional de esquerda gostaria.
Por três razões claríssimas, que não preocupamos com as nossas urnas ultrapassadas: Primeira, não dá mais tempo de mudar, devido a morosidade e o descaso das instituições; segunda, às Forças Armadas e outros segmentos vão fiscalizar, a convite do TSE; e terceira, por conta da distância do percentual de votos do pre-candidato Bolsonaro em relação aos outros, precisariam muitos dispositivos para fraudarem, caso fosse as intenções. Seria quase impossível quebrar a tendência do eleitorado consciente, pelas variáveis que citamos, adquiridas empiricamente por nós. O Presidente Bolsonaro sim, ele deve continuar cobrando do TSE, afinal, está litigando com a justiça, e precisa de nexo de casualidade, vai que os embates aumentem.
A propósito, parabenizamos o Prefeito Verdi, por receber deputados e assessores esquerdistas em seu gabinete, sendo para o bem da cidade, os recursos lícitos não devem ter marcas de ideologia.
Só não entendemos a iniciativa da Presidente da Câmara, Zilda, que segundo informações, será candidata a deputada para ajudar uma figurinha carimbada que traiu o Brasil, é da política velha, parece não ter compromissos com ninguém, a não ser com ele mesmo e vive intervindo no legislativo Varginhense e o gado faminto vai junto.
Presidente Zilda Maria da Silva, gostamos muito da sua atenção e simpatia, as chances de mulheres no parlamento são raras, com todo respeito, a nosso ver, a senhora entrou com o pé direito, com justiça, se encantou com o poder, o que é perfeitamente humano, mas, segundo informações, V.Sa. deixou de cumprir sua palavra  com referência a última eleição para mesa, uma presidência que parece ter sido acertada com outro Vereador, e agora, está pendendo para o lado errado, e começa dificultar às pautas do executivo. Bem, o direito de escolha é de Sua Excelência, mas nossa experiência nos permite comentar o seguinte, e que sirva para todos que resolvam conjugar o verbo trair, seja na Câmara ou no Executivo: Entrada de Leão, saída de cão! Trata-se de uma regra política generalizada, e não uma atribuição a suas inciativas, constantes deste texto, jamais seriamos tão grosseiros. 
Parece elementar certo, doutor Watson? É doutor, vagalume sofre no meio das cobras, sabem muito bem, o senhor e outros idiotas, já experimentaram a luz, e não gostaram do brilho.
Sem entrar no mérito de ninguém especificamente, achamos a carreira política, muito curta para os extremamente éticos, estes, logos desistem; os redondos (sem lado), só se elegem uma vez; os traíras, logo vão para a panela, segundo o Bobó, e, paradoxalmente, até 2018, alguns políticos corruptos vêm de carreiras longas, porém, serão execrados em 2022, com certeza, é o que os patriotas esperam.
Finalizando, nos dirigimos ao Sr. Leonardo Ciacci, estimado e simpático Vice-Prefeito, aceite uma sugestão gratuita, desligue-se de suas companhias; pois, como já mencionamos, aqui nas bases, partidos, são apenas pequenas empresas e grandes negócios facilitadoras de legenda, não há sequer ideologia, exceto na seita maledicente do PT; precisa se cuidar para não ficar órfão quando se candidatar a Prefeito, tentando suceder Verdi Lúcio Melo; veja que o Zangão continua mantendo vereadores encabrestados, desde sua candidatura a deputado estadual; por que será?  Talvez seja o mel das águas ou mel da seca; e para os que já saborearam o produto e gostaram das dádivas, não faz mal não.
E você Pachecão Bananão, grandessíssimo filho da pátria; só faz confusão, manipulação e decepção.
Deus sempre no controle!


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.