AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Vamos voltar a falar de economia de energia? Cemig reforça dicas para seus clientes




Com a queda de temperaturas provocadas pelo outono, medidas simples que podem ser adotadas no dia a dia ajudam a reduzir a conta de luz   

Você sabia que o consumo de energia depende apenas de duas variáveis? Elas são a potência do equipamento (medida em watts) e o tempo (ou horas) de utilização. Por isso, para ter uma redução no valor da conta de energia, as pessoas devem ficar atentas a essa combinação e seguir as dicas de economia elaboradas pela Cemig, principalmente no outono, que é uma estação de transição e tende a ter temperaturas mais baixas, o que pode levar muita gente a errar a mão na hora de utilizar o chuveiro, por exemplo.   

O engenheiro de Eficiência Energética da Cemig, Thiago Batista, demonstra de forma simples e didática como os clientes podem economizar energia. “Para diminuir o consumo de energia precisamos nos concentrar em duas ações: reduzir a potência, substituindo os equipamentos por outros mais eficientes ou ainda utilizando-os em modos de menor potência (posição "Verão" do chuveiro, por exemplo); e utilizar os equipamentos pelo menor tempo possível, o que inclui ações como evitar a abertura desnecessária da geladeira, o que fará com que ela trabalhe menos tempo para conservar a temperatura interna".  

O engenheiro destaca que os clientes devem ter uma atenção especial com o chuveiro elétrico, uma vez que devido a sua grande potência ele é responsável por uma parcela significativa da fatura de energia. Então, sempre que possível as pessoas devem diminuir a potência do equipamento (para a posição “Verão”) visando reduzir o consumo e, ainda assim, manter uma temperatura agradável da água do banho.     

“Com o início do outono, as temperaturas devem diminuir um pouco. Por isso, o simples fato de manter o chuveiro na posição ‘Verão’ reduz a potência do aparelho em cerca de 30%. Mas não é apenas isso. Devemos manter atenção também ao tempo de banho para que a economia seja efetiva”, explica.     

Além do chuveiro, outro eletrodoméstico com o qual se deve ter muita atenção é a geladeira. Ela é o segundo item que mais consome energia em uma residência, principalmente por causa do “abre e fecha”. Além disso, Thiago Batista ressalta que alimentos ainda quentes não devem ser armazenados no eletrodoméstico, pois isso sobrecarrega o refrigerador e, consequentemente, aumenta o consumo de energia. 

Outro ponto que merece atenção sobre a geladeira é a borracha de vedação da porta. A cada seis meses, esse elemento precisa ser checado e substituído quando for necessário, já que uma borracha folgada permite que o ar quente de fora entre no aparelho, exigindo mais energia para resfriar os alimentos. Para saber se a vedação está em bom estado, faça o seguinte teste: coloque uma folha de papel entre a porta e a geladeira, feche a porta e tente retirar a folha; se ela sair com facilidade, está na hora de trocar a borracha. Repita o processo ao longo de toda a extensão da borracha.


Evite o desperdício de energia     

A eletricidade consumida pelos aparelhos eletrônicos em stand-by (modo de espera) pode representar até 15% do consumo de alguns equipamentos. Vale ressaltar que, ao desligar a TV, é importante desligar os demais equipamentos que estão conectados ao aparelho. Atenção especial deve ser dado aos receptores de TV por assinatura, que normalmente ficam ligados enquanto a TV está em stand-by  e acabam sendo grandes vilões do desperdício.     

Equipamentos, como receptores de TV por assinatura, computadores e aparelhos de televisão, dentre outros, que costumam ficar ligados em modo de stand-by 24 horas por dia, elevam o valor da conta no final do mês. Para economizar, é necessário que o consumidor retire o equipamento da tomada.


Crédito da foto: Fernando Frazão/Agência Brasil




 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.