AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Veja quem são os criminosos mais procurados de Minas Gerais



Dos 21 alvos considerados prioritários para o sistema de Segurança Pública de Minas, 12 ainda são procurados pela polícia. Eles fazem parte da quarta edição do programa “Procura-se”, lançada em abril de 2021.

O projeto busca a prisão de indivíduos foragidos da Justiça, com mandados de prisão em aberto. Além da prisão, a divulgação dos procurados também contribui para inibir a circulação dos criminosos listados. 

 O Procura-se é coordenado pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública e tem a parceria da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal e Ministério Público do Estado.

 A população pode ligar gratuitamente para o Disque Denúncia, pelo número 181, para dar informações sobre um dos procurados.

Veja quem ainda é procurado:

 

  • Dalmo Gomes Dos Santos:  é um dos líderes do tráfico de drogas na Grande BH, com atuação violenta. Tem ligação com o PCC e com narcotraficantes paraguaios. A Polícia acredita que ele esteja foragido no exterior e que tenha realizado cirurgias plásticas para mudar a fisionomia.
  • Márcio Carmo Pimentel: atua na modalidade criminosa do novo cangaço, participando de ataques violentos a bancos, carros-fortes e transportadoras de valores. É considerado um dos mais perigosos assaltantes do Brasil, conhecido como “Rei do Cangaço”. Possui, pelo menos, 13 mandados de prisão em aberto nos estados de Goiás, Mato Grosso, Bahia e Minas Gerais.
  • Joaquim Daniel da Conceição Magalhães: é envolvido com o tráfico de drogas em Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira. Tem ligação ainda com narcotraficantes do Morro do Alemão, na capital do Rio de Janeiro.
  • Fábio Antônio Gallego: procurado por extorsão mediante sequestro, além de ser suspeito de envolvimento com o tráfico interestadual de drogas. A Polícia acredita que ele teria pago valores altos para ser resgatado da Penitenciária de Contagem I - Nelson Hungria, em 2014.
  • Joldean Lopes de Oliveira: atua na modalidade criminosa do novo cangaço em ataques violentos a bancos, carros-fortes e transportadoras de valores. Tem atuação nos estados do Pará, Tocantins, Goiás, Maranhão e Minas Gerais.
  • Alvair dos Santos Oliveira: é integrante de quadrilha de assalto a bancos com atuação nos municípios de Janaúba, no Norte de Minas, e em Salto, no interior de São Paulo. Participou de ação de explosão com disparos de armas longas de grosso calibre em Riacho dos Machados, também na Região do Norte de Minas.
  • Osmar Celestino dos Santos: é autor de feminicídio tentado em Manhuaçu, na Zona da Mata mineira. Osmar já tinha antecedentes de agressão e ameaça à mulher, histórico de descumprimento da medida restritiva de aproximação da vítima e ameaçou o juiz que lhe impôs a medida. Fugiu do local em que tentou matar a ex-esposa abandonando revólver e faca.
  • Rafael Carlos da Silva Ferreira: é chefe de organização criminosa atuante no tráfico de drogas no Aglomerado Cabana do Pai Tomás, na capital mineira. Possui três mandados de prisão em aberto. A Polícia acredita que ele tenha envolvimento em crimes em outros estados do Brasil. 
  • Marcos Cardoso Santana: tem atuação como chefe de organização criminosa do Aglomerado da Serra, em Belo Horizonte. É procurado também por homicídio e tem três mandados de prisão em aberto.
  • Françoar Correia dos Santos:  lidera organização criminosa atuante no tráfico de drogas na Vila Itaipú e no Aglomerado do Borel, na capital mineira. Também é autor de homicídio.
  • Julio Cesar de Jesus Silva: é chefe de organização criminosa com atuação no tráfico de drogas do Aglomerado Madre Gertrudes, na capital mineira. Também é autor de homicídio e tem três mandados de prisão em seu nome.
  • Marcos Paulo dos Santos Queiroz: é conhecido como homicida na Vila Itaipú e no Aglomerado do Borel, situados na capital mineira. Atua ainda como gerente do tráfico de drogas nessas regiões. 

 

Mais informações estão disponíveis no site do programa.

(foto: Sejusp/Reprodução


 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.