AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Vítima morta a tiros pelo ex, era Musa de organizada do Cruzeiro em Varginha

 


O criminoso, que se matou em seguida, havia feito uma emboscada para enganar a vítima.

A jovem Thayná Fabri Leão, de apenas 24 anos, foi assassinada com um tiro no peito pelo ex-namorado em Varginha, no Sul de Minas, na tarde desta segunda-feira (30). O criminoso, que se matou em seguida, havia feito uma emboscada para enganar a vítima. Thayná era musa da Nação Azul de Varginha (NAV), torcida organizada do Cruzeiro em Varginha.

De acordo com a Polícia Militar, a vítima foi morta no próprio local de trabalho, em um sacolão em que atendia com o pai dela, no bairro Jardim Itália. Nesta segunda, por volta de 13h15, o autor do crime, Paulo César Gomes Júnior, de 28 anos, ex-companheiro de Thayná, montou um esquema para se aproximar da vítima sem a presença de outras pessoas.

Segundo apuração policial, o homem se passou por um cliente, ligou para o ex-sogro e pediu uma encomenda de frutas. O pai de Thayná, então, deixou o estabelecimento para fazer a entrega, e a jovem ficou sozinha. Nesse instante, o ex-namorado da vítima a surpreendeu. Eles iniciaram uma discussão.

Thayná foi morta no próprio local de trabalho, em um sacolão em que atendia com o pai dela.

Em determinado momento, uma terceira funcionária da loja, que havia saído para almoçar, voltou para a empresa e encontrou o portão entreaberto. Ela estranhou a situação e relatou à polícia que ouviu, ainda do lado de fora do comércio, os pedidos de Thayná para que Paulo César “parasse”.

A testemunha contou que chamou por Thayná e ouviu um barulho de tiro de arma de fogo. Ela voltou a chamar a jovem, e o homem respondeu que “ela já iria”. Outro estampido.

Nesse momento, o pai de Thayná chegou ao local e encontrou o ex-genro. Ele disse ao homem mais novo que havia saído para fazer uma entrega e que não havia encontrado o cliente. Foi aí que Paulo César pegou a arma, enfiou na própria boca e atirou. O pai de Thayná a encontrou caída no dormitório.

Paulo César Gomes Júnior, de 28 anos, tirou a própria vida.

Segundo informações, Thayná já vinha sofrendo ameaças do ex e teria terminado com ele após ser agredida. A presença dela em um show no fim de semana teria sido o motivo pelo qual ele decidiu matá-la. De acordo com informações de testemunhas, a jovem terminou o relacionamento há cerca de um mês e desde então era perseguida por Paulo, que não teria aceitado o fim do namoro. Thayná já havia registrado boletins de ocorrência contra ele.

Ainda de acordo com testemunhas, ele teria ficado com raiva pelo fato de Thayná ter ido a um show na noite deste domingo (29). Horas antes do crime, ele postou uma mensagem nas redes sociais se despedindo da família e dos amigos.

As equipes do Corpo de Bombeiros e do Samu foram para o local e fizeram diversas manobras de ressuscitação e massagens cardíacas em Thayná e em Paulo. Ambos morreram. Uma arma calibre 38, com 4 munições intactas e duas deflagradas, foram apreendidos. Os corpos foram levados pela funerária.

Nas redes sociais, Thayná havia publicado vídeos da ida dela a um show, na noite desse domingo (29). Ela deixa um filho pequeno.


Fonte: O Tempo




 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.