AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Morador de Minas Gerais é suspeito de receber 18 auxílios emergenciais



Um morador de Ouro Preto, na Região Central de Minas, é alvo de investigação da Polícia Federal (PF) por fraude no Auxílio Emergencial. O homem é suspeito de receber ao menos 18 benefícios, causando um prejuízo de R$10.800 aos cofres públicos, somente no primeiro semestre de 2020. 

Segundo a corporação, é possível que este valor esteja subdimensionado em relação ao total de fraudes, já que os dados relativos ao segundo semestre de 2020 e aos anos de 2021 e 2022 ainda estão sob análise da perícia. 

O mandado de busca e apreensão foi expedido pela Justiça Federal em Divinópolis e cumprido nesta terça-feira (14/6). A operação faz parte das ações da PF de combate às fraudes do Auxílio Emergencial - programa criado pela União nos primeiros meses da pandemia de COVID-19, que garantiu renda mínima a pessoas vulneráveis. 

As informações iniciais são da Base Nacional de Fraudes ao Auxílio Emergencial – BNFAE, mantida pela Coordenação Geral de Polícia Fazendária da PF – CGPFAZ, que reúne dados de irregularidades referentes ao pagamento fraudulento do auxílio, após terem sido analisados e confirmados pela Caixa Econômica Federal. 

Fraudes no Auxílio Emergencial 


Em maio, uma mulher foi alvo de uma operação similar. Moradora de Córrego Fundo, Região Centro-Oeste de Minas Gerais, ela é suspeita de receber 96 auxílios emergenciais. Em abril, a PF investigou uma família de Coronel Fabriciano, no Vale do Rio Doce, que teria recebido 18 contas do Auxílio. 



EM



 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.