AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Mulher é amordaçada, amarrada com coleira e mantida em cárcere em Minas Gerais

Foto: Divulgação/Ilustrativa


Uma mulher de 37 anos foi agredida, amordaçada e teve um cinto colocado em seu pescoço como forma de coleira pelo companheiro, de 54 anos, por causa de ciúmes, em Juiz de Fora, na Zona da Mata de Minas Gerais. O suspeito ainda energizou as maçanetas da casa para que ela não saísse.

O crime começou no último sábado (11), quando a vítima foi mantida em cárcere privado e, somente nesta terça-feira (14), após quase quatro dias de tortura, ela foi resgatada pela Polícia Militar. De acordo com o boletim de ocorrência, a mulher contou que tinha um relacionamento amoroso de dois anos com o suspeito. 

Segundo ela, no último sábado (11), o homem ingeriu bebida alcoólica e chegou em casa transtornado. Ele começou a brigar com ela por causa de ciúmes. O suspeito pegou uma toalha molhada e um cinto e deu golpes no corpo da vítima, depois ele a amordaçou e tentou enforcá-la. 

O companheiro ainda amarrou um cinto ao pescoço da mulher e fez de coleira para controlar as idas dela ao banheiro. O cômodo é o único lugar que ela podia ir. A mulher também recebeu vários choques elétricos. 

O homem energizou as maçanetas das portas da casa para que ela não pudesse sair e também o carregador de celular dela para que ela não entrasse em contato com ninguém. Ele ainda a ameaçava com um facão. 

Nesta terça-feira, a vítima conseguiu sair da residência e acionar a Polícia Militar. Ela tinha escoriações e hematomas pelo corpo. A mulher foi socorrida a um hospital. Os militares foram até a casa onde o suspeito estaria, mas ele não foi encontrado.

A Polícia Militar de Juiz de Fora faz diligências para tentar encontrar o homem. A ocorrência foi repassada para a Polícia Civil para investigações.

Fonte: O Tempo




 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.