AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Opinião com Luiz Fenando Alfredo - 23/06/2022


 

Alguém muito forte está dando uma força

Vejam como toda conspiração que presenciamos está sendo naufragada em mares profundos; tudo se perde, nada se confirma e muitos pagam a conta; seria com o universo?

Vejamos: Traidores da Instituição Presidência da República e por tabela, aleivosos da Pátria amada, homens e mulheres descompromissados com o Brasil, a verdade, liberdade, família, amor e Deus.

Estamos assistindo às traições de políticos brasileiros cuja ganância e o individualismo são de causar espanto e indignação a todos os brasileiros de bem, vamos até mitigar ao qualifica-los, pois, são no mínimo analfabetos funcionais, afinal as suas atitudes   nos levam a crer que são deveras donos de uma inteligência embotada.

Não sabemos se é estranho ou no mínimo coincidência, o que aconteceu e, está acontecendo com estas pessoas desprezíveis citadas acima, pois elas parecem estar padecendo de castigos, pelos atos cometidos em desfavor do nosso querido país.
Vamos começar nos anos de 2017, 2018, quando Jair Messias Bolsonaro era alvo de satirização, ofensas e total descrédito de pelo menos cinquenta por cento da população, entre eles políticos que o desprezava por suas bandeiras conhecidas no parlamento.

No entanto ele, o mito, surpreendeu a nós todos com sua vitória arrasadora, sem dinheiro estrutura partidária e já apanhando do sistema.

Muitos eleitos na sua carona começaram a operação traição, sendo os principais, Governadores Witzel do Rio de Janeiro, Dória de São Paulo, Zema de Minas Gerais, Caiado de Goiás, vários parlamentares como Alexandre Frota, um tremendo despreparado, Janaina Paschoal, arrogante e dona da verdade, Joice Hasselmann, aquela que bateu com a cara no punho do marido, Jorge Cajuru, o comunicador mais rejeitado do país, e outros do PSL, que tentaram dar golpe no Presidente, fazendo com que este deixasse o partido, para não se contaminar.

Para não estender muito, todos estes indivíduos estão na rua da amargura, um preso, outros sem votos, e processado, alguns sem vaga para candidatarem ao que queriam, Dória até deixou a vida pública, segundo comentários. Todos eles e os demais pagaram com juros compostos, a desonra da traição.

Vamos para patrulha do mal composta pelos Senadores na CPI da pandemia, Omar Aziz, Randofe Rodrigues, Renan Calheiros, Simone Tebet, Oton Alencar, se ferraram, perderam tempo e caíram no ostracismo e bem rejeitados.

Sergio Moro, mentiroso; Waintraub (seu irmão), General Bento Albuquerque, saíram atirando, perderam o emprego e candidaturas – ferrados.
Os três nervosos ativistas do STF, Ministros Alexandre de Moraes, Barroso e Fachin, se tornaram as pessoas mais indesejáveis do país.

Rede Globo de Televisão, jornais e revistas, CNN e outras, perdendo terreno, a despeito de acusar, Bolsonaro, no entanto não enxergaram que, se não ressignificarem vão ser engolidos pelas mídias sociais. Chega de mentiras e ativismos! Estão engolindo a seco os “jornalistas” verdadeiros investigadores da internet; castigo também.

Institutos de pesquisas estão todos desacreditados pelas imagens do “Data Povo” junto de Bolsonaro.

Terceira via reduzida, praticamente, ao Coroné Ciro Gomes valentão – um dígito na pesquisa – o cavalo paraguaio de sempre.

Fazendo justiça, Zema, um bom governador, apesar de ter citado o nome de Bolsonaro para mudar de posição no cenário da sua campanha e depois pulado do barco, acabou se redimindo. Grande Governador!

Por enquanto, Bolsonaro continua aborrecido e bravo com a Petrobrás e STF, porém, ileso e sempre conquistando mais espaços, enquanto Lula, fala de suas proezas malignas passadas e intenções comunistas, se revelando que é mais bandido do que pensávamos. A amante oficial traída pelo seu ídolo, aquela de codinome coxa.

A propósito, Procuradores de Prefeitura, quando prevaricam num processo de interesse público, estão sujeitos a ser punidos? Não lembramos se o crime é só prevaricação, faz tempo que não militamos na área pública, talvez tenhamos esquecido, mas parece que pode ser denunciado na Promotoria; será que estamos certos? Será que não pautar os atos públicos pela legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência ainda são crimes de responsabilidade? Pode ter mudado; no Brasil às leis são modificadas sempre ou mal interpretadas, fica difícil sabermos, apesar de não ser lícito desconhecermos às leis.

E àquelas máximas ou princípios comezinhos, também não lembramos, ainda está valendo? “Na área pública só se faz o que a lei permite” enquanto na área privada, “tudo que não é vedado é permitido”

Opa! Lembramos agora do artigo 114 da lei 8112/90: “Atos eivados de vícios e ilegalidade podem ser revistos a qualquer tempo”

Até quando o poste vai...deixa para lá.

Com certeza, a força vem de cima; que Ele, o Deus todo poderoso, continue abençoando o Brasil.




 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.