AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Polícia pede ajuda ao MP para investigar denúncias contra morador que levou cobra para passear em MG

Foto: Reprodução / Redes Sociais


A Polícia Militar solicitou um mandado de busca e apreensão ao Ministério Público para investigar o caso de um homem que levou uma cobra para passear em rua de Itajubá (MG). Segundo as denúncias, a cobra teria sido comprada de forma ilegal e estaria com ferimentos. 

A PM informou que recebeu diversos relatos de que havia um homem andando pelas ruas da cidade com uma serpente na segunda-feira (20). Alguns veterinários também teriam denunciado e informado que o suspeito seria dono de um estúdio de tatuagem. 

De acordo com as denúncias feitas aos militares, o suspeito não cria o animal nas condições necessárias. A cobra estava com lesões no focinho, aparentava ter 30 kg e aproximadamente 3 metros de comprimento. 

Cobra seria uma Píton 

A suspeita dos veterinários é que ela seja uma cobra píton, uma espécie que vive no Sudeste e Sudoeste asiático, diferente dos primeiros relatos, que diziam que ela seria uma jiboia. Ela é considerada rara e classificada como exótica pelo Ibama. A píton pode atingir até 8 metros de comprimento. 

A PM informou que a importação e criação da cobra píton são proibidas no Brasil, exceto em casos autorizados pela fiscalização ambiental. Por não ser nativa do Brasil, esta espécie de cobra, pode causar desequilíbrio ambiental caso seja solta em lugar impróprio.  

Ainda de acordo com o B.O., o suspeito estaria fazendo uma rifa de uma cobra da espécie “Corn Snake”. 

Os militares solicitaram um mandado de busca e apreensão ao Ministério Público para verificar se houve maus-tratos e a documentação do animal que foi levado para passear.


G1 Sul de Minas




 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.