AS ULTIMAS


POLÍTICA

COLUNAS

ESPORTES

Presídio de Alfenas inaugura galpão de trabalho e novas instalações da escola

(Reprodução EPTV)


Para potencializar e qualificar as ofertas de trabalho e ensino voltadas aos detentos que cumprem sentença em Alfenas, o presídio local inaugura, nesta terça-feira (21/6), um galpão com mais de 579 m², que conta com diversos ambientes e estrutura física adequada para o desenvolvimento dessas atividades.

O local, que recebeu o nome de “Espaço de Oportunidades”, conta com duas oficinas de trabalho, três salas de aula, uma sala de professores, biblioteca, uma cozinha/padaria escola de 42 metros quadrados, almoxarifado, salão para reuniões (que pode ser utilizado pela escola, parceiros de trabalho e profissionais da unidade), uma sala de informática (para rotinas escolares, profissionalizantes ou capacitações voltadas aos servidores), além de banheiros.A verba de R$ 450 mil usada na construção é da prefeitura, obtida por meio de aprovação de projeto de lei, com intermédio do Judiciário. Já a construção ocorreu com a mão de obra de presos da unidade, com a orientação de uma arquiteta contratada para a finalidade.

Ampliação de parceiros e qualidade para os servidores

Para a diretora da unidade, Anelise Mendonça, o espaço dará oportunidade à vinda de novos projetos, melhorando o cumprimento da lei de execução penal e ampliando as chances de preparação profissional, reinserção na sociedade e no mercado de trabalho dos detentos. “Além de todos os benefícios voltados aos presos, o novo local ainda proporcionará espaços com condições mais adequadas para os servidores atuarem nas rotinas diárias e até para o desenvolvimento de suas capacitações”, observa a diretora. 

O Presídio de Alfenas já conta com parceria junto à Associação pela Solidariedade ao Recuperando, na qual os detentos desenvolvem atividades de marcenaria e artesanato. A produção é vendida em uma loja no centro do município e o valor arrecadado com as vendas retorna para a manutenção do projeto.

A construção de oportunidades

Flávio Silva, de 43 anos, é um dos detentos que ajudou a erguer o galpão, instalando laje, pisos, encanamentos e rebocando paredes. Ele, que é profissional de funilaria e pintura, conta que aprendeu muito com profissionais e colegas que atuavam como multiplicadores. 

“Todos os detentos estão ansiosos pela inauguração. Não tem benção maior no presídio que um espaço de trabalho e estudo. Para aqueles que nunca trabalharam por falta de oportunidade, porque a sociedade discrimina, acredito que um diploma na mão pode contribuir, sim, para a saída do crime. Uma pessoa que nunca fritou um ovo, sair daqui com um certificado de culinária? Vai mudar a cabeça”, diz Flávio. 






 
Todos os Direitos Reservados - Notícias do Renan © 2017
Desenvolvido por: Renan Lenzi.